Balanço financeiro02/02/2018 às 17h37

Receita da Apple com iPhones chega a US$ 61,5 bilhões no último trimestre de 2017

Henrique Medeiros

A Apple registrou no quarto trimestre de 2017 uma receita de US$ 61,5 bilhões com a venda de iPhones. Isso representa um crescimento de 13% em comparação aos US$ 54 bilhões do mesmo período um ano antes. No entanto, as vendas dos handsets, em unidades, tiveram uma ligeira queda de 1%, ao passar de 78,2 milhões para 77,3 milhões.

Percebe-se que, embora a quantidade de smartphones vendidos tenha apresentado uma queda de 900 mil unidades, a Apple teve um aumento de 13% na sua receita. Isso se deve principalmente às vendas do iPhone X. Segundo Tim Cook, CEO da Apple, o iPhone X tornou-se “o smartphone mais vendido na história da Apple” desde o seu lançamento em novembro de 2017.

Em serviços, o faturamento da Apple teve um incremento de 18%, com um resultado de US$ 8,5 bilhões. No quarto trimestre de 2016, a renda obtida com AppleCare, Apple Pay, conteúdos digitais e serviços e App Store foi de US$ 7,1 bilhões. Este crescimento deu-se com a entrada de 30 milhões de novos assinantes de serviços da Apple, chegando à marca de 240 milhões de clientes ao final de dezembro. Outro fator para o incremento na receita de serviço foi a App Store.

Entre os iPads, a fabricante norte-americana obteve US$ 5,8 bilhões em equipamentos comercializados, um aumento de 6% nas vendas, em comparação aos US$ 5,5 bilhões do quarto trimestre de 2016. A quantidade de tablets vendidos subiu 1% com 13,1 milhões de unidades que chegaram ao mercado, 100 mil a mais em relação aos últimos três meses de 2016.

Resultado financeiro geral

Considerado “o maior trimestre da Apple”, de acordo com Cook, as receitas totais da empresa chegaram a US$ 88,2 bilhões no quarto trimestre de 2017. Um aumento de 13% em comparação aos 78,3 bilhões um ano antes. Em gastos operacionais, a companhia atingiu 7,8 bilhões, um crescimento de 15% ante US$ 6,8 bilhões do quarto trimestre de 2016. Por sua vez, o lucro operacional teve um incremento de 12,5% ao atingir US$ 26,2 bilhões. Um ano antes, a Apple registrou US$ 23,3 bilhões. E o lucro líquido foi de US$ 20 bilhões, um aumento de 12,3% ante US$ 17,8 bilhões do quarto trimestre de 2016. As expectativas da companhia para o próximo trimestre são de uma receita entre US$ 60 bilhões e US$ 62 bilhões e gastos operacionais entre US$ 7,6 bilhões e US$ 7,7 bilhões.

Recorde

Cook apresentou outro dado importante durante sua apresentação. Ele revelou que a base de dispositivos ativos da Apple no mundo chegou a 1,3 bilhão. “Esta é uma grandiosa marca em todos os nossos produtos. Esses 1,3 bilhão de dispositivos representam um crescimento de 30% (na nossa base) em apenas dois anos. Isto é um grande feito para os nossos produtos e ecossistema, assim como demonstra lealdade, satisfação e engajamentos dos nossos clientes, e o crescimento dos nossos serviços”.