Podcasts02/08/2017 às 17h12

Audioboom

Henrique Medeiros

Na última semana, a Deezer adicionou os podcasts do Audioboom (Android, iOS) ao seu portfólio. De acordo com uma pesquisa da Edison Research, 67 milhões de norte-americanos escutam pelo menos um podcast por mês, um aumento de 17,5% em relação ao ano passado. E 40% da população norte-americana já ouviu podcast pelo menos uma vez, incremento de 14 pontos percentuais em um ano.

No caso da britânica Audioboom, a plataforma possui 12 mil canais de podcasts e rádios, 4,4 mil criadores de conteúdo, 50 milhões de arquivos únicos e 60 milhões de ouvintes por mês. Sua fonte de receita é por meio de publicidade e assinaturas mensais para podcasts e rádios PRO (sem propaganda). No último relatório trimestral, a empresa declarou um faturamento de 1,8 milhão de libras esterlinas, com crescimento de 40% em usuários únicos mensais e 60% em impressões (visualizações) de publicidade na comparação ano a ano.

Como funciona

Para os podcasters (publicadores de áudio), os áudios podem ser gravados diretamente no celular ou serem baixados do Google Drive, gratuitamente. Cada programa pode ter até 200 minutos ou 200 MB de arquivo e pode ser editado no próprio aplicativo. Aqueles que escolhem por planos pagos têm a vantagem de monetizar com propaganda (nativa), fazer parcerias para publicar conteúdos patrocinados e veicular patrocínios para eventos e shows ao vivo.

Já para os usuários, o app do Audioboom não cobra pelo uso. Após cadastrar-se com seu e-mail ou conta do Twitter, a ferramenta oferece sugestões de podcasts e rádios por meio de inteligência artificial, download de duas horas de áudio por dia, opção para ouvir todos os podcast em um único clique com a função Rádio, e integração ao Android Auto e Apple Carplay.

Resumo

Embora seja um espaço com mais de 10 mil canais, a maioria deles é em inglês. Poucos são em espanhol e são raros aqueles em português. O ideal para a plataforma de podcasts e rádios é abrir um canal com consumidores e criadores de conteúdo do Brasil. Por enquanto o app está traduzido para o português de Portugal. Por outro lado, a sua usabilidade é boa e bem similar àquela de serviços de streamings de música. Os consumidores que estiverem acostumados com estes não terão dificuldade em usar o Audioboom.

Sistema operacional: Android e iOS

Preço: Gratuito