Gestão04/12/2017 às 18h05

Broadcom tenta nova tomada da Qualcomm indicando 11 conselheiros

Da Redação

A Broadcom revelou nesta segunda-feira, 4, que pretende nomear 11 novos membros para o conselho da Qualcomm. A ideia da companhia é substituir os conselheiros atuais por meio de votação dos acionistas na próxima assembleia anual da rival, marcada para 6 de março de 2018.

A iniciativa é mais uma tentativa da Broadcom em assumir o controle da Qualcomm. Vale lembrar que o atual conselho da Qualcomm é formado por nove executivos independentes e dois líderes da firma. Esse grupo foi o que rejeitou a proposta da Broadcom de compra da Qualcomm por US$ 70 por ação em novembro.

Em nota enviada à imprensa, a Broadcom revelou o nome dos 11 novos conselheiros. São eles: Samih Elhage (ex-CFO da Nokia), Raul J. Fernandez (CEO da Object Video), Michael S. Geltzeiler (consultor da Temasek Holding), Stephen J. Girsky (sócio diretor da VectoIQ), David G. Golden (sócio diretor da Revolution Ventures), Veronica M. Hagen (ex-CEO da Polymer), Julie A. Hill (dona da Hill Company), John H. Kispert (sócio diretor da Black Diamond Ventures), Gregorio Reyes (ex-diretor da Dialog e Seagate), Thomas S. Volpe (diretor na Volpe Investments) e Harry L. You (presidente da GTY Technology).

No documento, o presidente da Broadcom Hock Tan disse que “ouviu dos acionistas da Qualcomm” o interesse em conversar sobre uma aquisição. E que, embora esteja tomando este caminho – mais hostil –, a ideia é ter um “conversa construtiva” com a rival.

O outro lado

Em resposta ao posicionamento de sua rival, a Qualcomm disse que esta é uma ação flagrante da Broadcom para conquistar o controle do Conselho da Qualcomm e avançar com sua agenda de aquisição. A companhia ressalta ainda que a proposta feita no último dia 6 de novembro “foi baixa”. “Esses indicados são intrinsecamente conflitantes, dado o desejo da Broadcom de adquirir a Qualcomm de forma que subvaloriza drasticamente a Qualcomm para o benefício da Broadcom”, diz trecho da nota.