Finanças05/02/2018 às 18h57

Conselho da TIM aprova financiamento de R$ 1,5 bilhão junto ao BNDES

Bruno do Amaral, da Teletime

O conselho de administração da TIM aprovou os termos e as condições de um financiamento de R$ 1,5 bilhão com o BNDES para investimentos do triênio 2017-2019. Segundo a ata da reunião do conselho enviada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta segunda-feira, 5, as condições do contrato serão o custo da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) + 1,95% ao ano; custo de comissão de colaboração financeira de 0,30%, ou R$ 4,5 milhões; prestação de fiança da companhia como garantia de operação; e celebração do instrumento de constituição de cessão fiduciária de direitos creditórios.

Desta forma, a diretoria da TIM e os procuradores ficam autorizados a tomar as providências necessárias para a assinatura do contrato de financiamento. A empresa não detalhou onde exatamente pretende aplicar a quantia prometida para Capex.

Durante a reunião, os membros do conselho também aprovaram a celebração de contrato de operações de swap de TJLP para CDI ou taxa pré-fixada, a qualquer momento, com objetivo de proteção (hedge) para a cobertura do risco de taxa de juros do contrato com o BNDES.

Na reunião, também foi anunciada a renúncia de Daniel Junqueira Pinto Hermeto do cargo de diretor-executivo da área de compras e cadeia de fornecedores. Com a saída, o conselho decidiu eleger para ocupar o cargo Bruno Mutzenbecher Gentil. Ele também será diretor, junto com Mario Girasole, Pietro Labriola, Adrian Calaza, Jaques Horn e Leonardo Capdeville, da TIM S.A., subsidiária da companhia. O diretor presidente é Stefano De Angelis.