Segurança06/02/2018 às 20h50

Ataque por phishing móvel cresce 107% no quarto trimestre de 2017

Henrique Medeiros

A quantidade de ataques de phishing via aplicativos subiu 107%  no quarto trimestre de 2017. Ao todo, foram 44,1 milhões de ataques nesse período ante 21,3 milhões realizados no terceiro trimestre. Os bloqueios foram feitos pelo DFNDR Security. De acordo com o DFNDR Labs, laboratório de segurança da PSafe, a categoria lidera amplamente os tipos de ataques realizados nos últimos três meses de 2017, representando 67,3% do total.

Em segundo lugar vem a publicidade suspeita, com 6,3 milhões de ataques bloqueados, ou 9,8% do total. Isto representa um recuo de 73,5% na comparação de bloqueios registrados no trimestre anterior.

Por outro lado, o phishing bancário teve um crescimento de 31,7% na comparação com o terceiro trimestre de 2017 e chegou aos 4,5 milhões de ataques bloqueados. Mesmo em terceiro lugar na categoria de tipos de ataques com 6,9%, o DFNDR Labs ressalta que o aumento neste tipo de fraude cresceu por golpes relacionados ao FGTS.   

Links Maliciosos

No quarto trimestre de 2017, o total de acesso aos link maliciosos foi de 66,1 milhões, um incremento de 0,6% ante os 65,7 milhões do terceiro trimestre.

Nota-se que os meses com mais golpes por links danosos foram outubro com 27,2 milhões e novembro, com 23,5 milhões. Historicamente, esses meses possuem mais ações criminosas com os hackers tentando aplicar golpes de falsas promoções da Black Friday. Em dezembro, a quantidade de ataques registrados foi de 15,4 milhões.

No documento publicado nesta terça-feira, 6, é possível ver que o crescimento do phishing mostra um novo capítulo na guerra cibernética, uma vez que os links maliciosos foram 17 vezes mais usados que os malwares.

Fraudes por malware

Entre os malwares, os ataques bloqueados caíram 30,1% entre o terceiro e o quarto trimestre de 2017, uma redução de 5,6 milhões para 3,9 milhões. Ainda assim, o DFNDR Labs estima que uma média de 30 malwares foram detectados por minuto até o final de dezembro. Novamente, os meses de outubro (1,5 milhão) e novembro (1,3 milhão) tiveram mais ataques que dezembro (1 milhão).

Entre os tipos de ataques, as fraudes por SMS registraram 3,1 milhões de ataques e lideram o segmento com 80,4%. Com 19,4% dos ataques, as cópias maliciosas tiveram 755 mil bloqueios. E com apenas 0,4%, os ataques bancários tiveram 6 mil ocorrências.