Comunicação06/06/2018 às 20h12

Intercom

Henrique Medeiros

Se existe uma coisa que não sai de moda são os walkie-talkies. Embora tenhamos utilizado cada vez mais o gravador de áudios do WhatsApp para se comunicar, o bom e velho comunicador de voz ainda tem espaço no cotidiano dos usuários. A prova disso é que a Apple adicionou uma função “walk-talk” para o Watch OS 5, sistema operacional de seus smartwatches Apple Watch.

No entanto, nem todo mundo tem um Apple Watch para ter uma aplicação contínua de conversação que não gasta pacote de dados ou ocupa a linha telefônica. Uma opção para um uso simples e corriqueiro é o app Intercom (Android, iOS).

Com versão gratuita para Android e paga para iOS, ele permite que os usuários façam conversas em grupos por meio de Wi-Fi ou Bluetooth. Ou seja, os usuários não precisam estar conectados à Internet móvel. A ideia dela é ser simples, tanto que não há registros, contas ou lista de contatos. É simplesmente a conexão entre pessoas em uma mesma rede Wi-Fi ou com celulares pareados em Bluetooth.

Alguns exemplos de uso prático do aplicativo criado pela espanhola Infinite Buffer são: utilização em eventos fechados, comunicação entre motorista e carona, comunicação entre veículos diferentes (até 100 metros de distância), eventos esportivos e em ambientes com muito barulho, como shows e construções

Funções

Sua interface é bem simples. O app não tem muitas cores (ele é praticamente cinza e branco). Na tela principal ele tem uma bússola para conectar-se (por Wi-Fi ou Bluetooth). Uma vez conectado, a pessoa seleciona os outros devices que deseja conversar e aperta o botão do microfone para manter a conversa aberta. Ainda é possível adicionar efeitos sonoros (eco), ligar o viva-voz ou chamar a atenção de alguém pelo botão “PTT”. Nos testes que fiz aqui ele cumpriu bem seu propósito. Fez toda comunicação por voz sem interrupção. Na conexão Wi-Fi, ele apresentou um pouco de atraso (delay) e eco. Por sua vez, a opção com Bluetooth foi mais estável, porém demorou um pouco mais começar a usar devido ao pareamento.

Resumo

O único problema é que o app tem alguns trechos da tradução para o português que não estão claros. Exemplo: a opção de “ajuda” aparece como “socorro”, algo que pensei por um instante ser um botão de “SOS”, mas leva apenas para a página que esclarece dúvidas sobre o app.

Outras questões estão relacionadas ao modelo de negócios. No Android, o app gratuito tem propagandas em excesso, e só podem ser excluídas se o usuário comprar a versão premium por R$ 0,99 na Google Play. E, não consigo entender o sentido de não ter versão gratuita para iOS (custa R$ 6,90), mas ter para Android.

Contudo, se você for do tipo de usuário que não liga para propagandas na tela de seu smartphone, não precisa gastar R$ 1 com o app. Vale frisar, o Intercom poderia ser melhor se existisse uma opção de chat por texto, mas é compreensível que o desenvolvedor espanhol do app prefira manter seu atual formato: simples e direto.

Sistema operacional: Android e iOS

Preço: Gratuito para Android, R$ 6,90 no iOS