Gestão06/07/2018 às 13h02

ZTE demite 14 diretores e nomeia novo CEO

Da Redação

A ZTE deu uma repaginada em seu conselho diretor. De acordo com a companhia, 14 diretores deixaram a empresa após enviarem carta de próprio punho à Assembleia Geral de acionistas da companhia chinesa. Entre os cortados estão CEO, CFO, CTO, diretor de RH e representante dos acionistas no conselho.

Com a mudança, o novo CEO passa a ser Xu Ziang, até então presidente da ZTE na Alemanha e membro da firma há 20 anos. No total, 8 dos 14 cargos vagos foram preenchidos, incluindo CFO, CTO e diretor de RH. A ação tenta evitar mais problemas comerciais com os Estados Unidos.

Celeuma Trump

A rodada de demissões acontece após os problemas comerciais entre o governo dos Estados Unidos e companhias de tecnologia da China. Inicialmente, o presidente Donald Trump impôs um bloqueio de sete anos às exportações de produtos da ZTE e da Huawei ao mercado norte-americanos, por não terem punido executivos que negociaram com Irã e Coreia do Norte.

No entanto, Trump recuou e cancelou o bloqueio. Após tratativas com o presidente chinês XI Jiping, foi avaliado que a ação causaria várias demissões nos EUA e na China, uma vez que entre os principais clientes de ZTE e Huawei estão as operadoras norte-americanas, além de grandes empresas de tecnologia como Qualcomm e Google.

Ainda assim, os congressistas norte-americanos trabalham desde maio para a proibição voltar a valer no país. Entre as ações de Trump e dos legisladores, a ZTE já perdeu bilhões de dólares e pode perder mais. Se o Congresso dos EUA seguir sua agenda, a companhia pode sofrer uma multa de US$ 1 bilhão e possíveis bloqueios de ativos. 

Notícias relacionadas