Educação06/09/2017 às 18h17

Quero Bolsa

Henrique Medeiros

Na última semana tivemos o lançamento do aplicativo Quero Bolsa (Android, iOS). A plataforma, uma das principais inovações no meio educacional para educação nos últimos anos, chegou ao mundo mobile mantendo a mesma prerrogativa que trouxe seu desenolvimento nos últimos quatro anos: disponibilizar descontos para cursos no ensino técnico, superior, pós-graduação e até livre, que podem ser à distância (EAD) ou presencial.

O foco da plataforma é principalmente para o ensino superior e pós-graduação, com bolsas de até 75% em todo Brasil. E o mais importante: a start-up cobra apenas o valor da primeira mensalidade paga pelo aluno à instituição. Ou seja, o aluno não paga nada, seja durante o curso ou na renovação semestral, como acontece com financiamentos privados. Em contrapartida, os centros educacionais aumentam a participação de alunos em suas salas, têm mais exposição na web e recebem dados da Quero Bolsa sobre buscas, matrículas e precificação, por exemplo.

A iniciativa do app é nobre, se levar em conta que o valor para cursar uma faculdade em um cenário de crise, com menos de 150 mil vagas no FIES, não é muito agradável. Neste universo, a Quero Bolsa já colaborou para a inclusão de mais de 200 mil estudantes em mais de 1,2 mil universidades pelo Brasil nos últimos quatro anos.

Isso tudo apenas com a plataforma web. Agora, a empresa finalmente caminha para o mobile e têm algumas facilidades, como geolocalização, busca por cursos, criação de alertas para receber notificações de descontos em um curso ou área por categoria (superior, pós, livre ou técnico).

O app do Quero Bolsa é simples como o seu site. O usuário baixa o app, cadastra-se e é encaminhado para a tela principal. Ele pode procurar por curso em sua localidade, afunilar a procura usando o filtro, criar os alertas, ver o histórico de notificações e entrar na parte de ajuda.

O app, porém, ainda não conta com todas as funcionalidades do site. Ao selecionar um curso, o usuário é direcionado para o site mobile da Quero Bolsa para fazer a pré-matrícula e pegar o primeiro boleto. A própria empresa ressaltou no lançamento do aplicativo que isto deve entrar em breve na plataforma.

Vale destacar a agilidade da central de atendimento. Durante o teste do app me interessei por um curso, mas terminei o cadastro para a pré-matrícula. Minutos depois, um atendente da Quero Bolsa me ligou perguntando se ainda tinha interesse no curso e se existia alguma dúvida com a qual poderia ajudar.

Sistema operacional: Android e iOS

Preço: Gratuito