Lojas de aplicativos07/05/2018 às 19h16

App Annie chega ao Brasil

Henrique Medeiros

A companhia de análise do mercado mobile App Annie começou a montar sua estrutura no País neste mês. Com apoio do escritório de consultoria brasileiro Dex Advisors, a empresa norte-americana, que é um dos principais barômetros dos aplicativos que estão na App Store e Google Play, espera ter 12 clientes assinantes de seus serviços até o final do ano.

Em conversa com Mobile Time nesta segunda-feira, 7, Bernardo Giacometti, consultor estratégico de negócios da App Annie no Brasil e sócio da Dex Advisor, lembrou que a companhia norte-americana já atuava no Brasil, porém em um formato reativo, com executivos brasileiros procurando a firma nos Estados Unidos.

“A App Annie sempre manteve contato com empresas brasileiras. As conversas aconteciam por meio de conference call. Tanto que duas companhias de e-commerce usam a tecnologia, mesmo antes da nossa chegada” explicou Giacometti, sem revelar o nome de seus clientes. “A App Annie fazia seu trabalho com as empresas brasileiras, claro, mas, para vir para o Brasil ela precisava de uma ‘tropicalização no produto’, conhecimento das marcas locais e ter profissionais brasileiros especializados em analytics e estatística”.

Os produtos no Brasil são os mesmos que a App Annie oferece ao redor do mundo: estimativas em downloads de apps, receita obtida, média de uso, penetração do app, dados demográficos dos usuários, comparação com rivais, entre outros dados baseados em cinco anos de atuação e 14 milhões de aplicativos.

Além disso, a concepção da App Annie no Brasil está alinhada com a global, ou seja, não haverá prestação de serviços para agências de publicidade. A relação da companhia será feita apenas e diretamente com empresas que desejam analisar e entender melhor seus aplicativos no mercado mobile.

Estrutura

As conversas para trazer a App Annie ao Brasil começaram alguns anos atrás, porém só em outubro de 2017 Bertrand Schmitt aceitou abrir uma operação no País e confiou o comando da operação a Giacometti, um executivo com larga experiência em gestão e passagens por empresas como American Express, Wunderman, Ogilvy e Young. Como parte da estrutura inicial no País, a App Annie deve ganhar dois profissionais com expertise em análise de dados e de estatísticas mobile. Eles vão interagir com a equipe de engenheiros da App Annie em São Francisco, EUA. Haverá também uma pessoa com conhecimento na área comercial para relacionar-se com as empresas locais. Por enquanto, a operação da App Annie ficará dentro da sede da Dex Advisors, em São Paulo. No entanto, deve ganhar um escritório próprio no futuro.

Próximas etapas

Pelo menos mais três empresas devem fechar o contrato com a App Annie no País em breve, aumentando de dois para cinco a quantidade de clientes locais. Seus nomes não puderam ser revelados, porém sabe-se que também são firmas relacionadas ao e-commerce. Até o final do ano a carteira de clientes locais deve chegar a 12.

Giacometti ressaltou que seu papel é para “construir relacionamentos” com empresários e desenvolver a “marca” App Annie no Brasil. Para isso, planeja relacionar-se mais com o mercado mobile e organizar eventos próprios.

A marca

A App Annie possui 15 escritórios em 13 países com mais de 450 funcionários. Desde sua fundação, em março de 2010, a companhia já angariou US$ 157 milhões em rodadas de investimento. Entre seus clientes mais conhecidos estão Amazon, Coca-Cola, Samsung, Google e Snap.