Negócios07/06/2018 às 19h09

ZTE e EUA firmam acordo de US$ 1,4 bilhão de multa

Da Redação

A ZTE fechou um acordo com o governo dos Estados Unidos após investigação que mostrou que a empresa chinesa havia violado as sanções dos EUA ao vender tecnologia de telecomunicações ao Irã e à Coreia do Norte. As negociações incluem o pagamento de uma multa de US$ 1 bilhão pela ZTE e a incorporação de equipe de compliance escolhida pelos EUA. A empresa irá pagar pelos auditores. O anúncio foi feito na CNBC.

No início das negociações, a ZTE já tinha acordado em pagar US$ 1,9 bilhão de multas pelas violações e ainda fez mudanças de pessoal para satisfazer os reguladores norte-americanos. Porém, o Departamento de Comércio dos EUA alegou que a ZTE enganou os reguladores e não conseguiu disciplinar os funcionários responsáveis pela violação da sanção. Por isso, foi além com a penalidade, proibindo empresas daquele país de vender componentes para a chinesa por sete anos.

Noticiários estrangeiros afirmam que o acordo inclui US$ 400 milhões em depósito para cobrir futuras violações, além de exigir que a ZTE mude sua diretoria e equipe executiva em 30 dias. Houve, inclusive, mudança no líder do Partido Comunista na empresa.