Comportamento07/12/2017 às 08h11

81% dos pais não usam ferramentas de controle de conteúdo nos smartphones dos filhos

Fernando Paiva

Conforme divulgado anteriormente por este noticiário, pesquisa inédita realizada por Mobile Time e Opinion Box revelou que, nas famílias cujos pais têm smartphone, 33% das crianças brasileiras de 0 a 12 anos também têm um aparelho próprio – o percentual sobe conforme a idade e chega a 72% na faixa de 10 a 12 anos. Mas qual é o controle que os pais fazem nos smartphones dos seus filhos?

De acordo com a mesma pesquisa, 81% dos pais não usam qualquer ferramenta de controle de conteúdo no celular dos filhos. E 72% deixam as crianças acessarem aplicativos de mensagens e redes sociais, como WhatsApp e Facebook Messenger.

Por outro lado, 87% declaram que verificam com quem os filhos conversam e o conteúdo das conversas. E a maioria dos pais (72%) não permite que as crianças comprem aplicativos ou jogos ou façam compras in-app em seus smartphones. Além disso, 67% estipulam um limite máximo de horas por dia para uso do aparelho.

Quando perguntados se o smartphone mais ajuda ou atrapalha na criação dos filhos, os pais se mostram divididos. 52% acham que ajuda mais do que atrapalha e 48%, que atrapalha mais do que ajuda. A pesquisa revela, contudo, uma diferença entre pais e mães. Enquanto 61% dos pais acham que ajuda, 54% das mães acham que atrapalha.

As escolas, por sua vez, se preocupam com o assunto. 93% delas possuem regras para restringir o uso de celulares na sala de aula: 44% exigem que os aparelhos sejam entregues aos professores; 35%, que sejam mantidos desligados, mas com os alunos; e 14%, que fiquem em modo silencioso. Somente 7% das escolas permitem que os alunos acessem smartphones livremente dentro da sala de aula, segundo os pais.

Para essa pesquisa foram entrevistados ao longo de outubro 545 pais e mães que possuem smartphone e que têm filhos entre 0 e 12 anos. A margem de erro é de 4 pontos percentuais. O relatório integral pode ser baixado de graça no site www.panoramamobiletime.com.br.