Assistentes pessoais virtuais09/07/2018 às 17h50

Base mundial de alto-falantes inteligentes chegará a 100 milhões de unidades este ano

Da Redação

A Canalys, empresa independente que analisa o futuro do mercado da indústria de tecnologia, espera que a base instalada de alto-falantes inteligentes chegue perto de 100 milhões até o final de 2018, o que significa 2,5 vezes maior do que havia no fim de 2017. Caso o ritmo continue, mais que dobrando de tamanho, a base instalada chegará a 225 milhões de unidades até 2020.

Os dispositivos Amazon Echo serão responsáveis por mais de 50% da base instalada em 2018, enquanto a série Home, do Google, será responsável por 30%. Os modelos HomePod, da Apple, seguirão, representando 4% da base em 2018.
Ainda segundo o Canalys, a ideia é que os alto-falantes inteligentes avancem cada vez mais nas casas, mas também cheguem a novos espaços. Amazon e Google querem levá-los para hotéis, escritórios, academias, aeroportos, por exemplo, por meio de iniciativas como Alexa for Business e o Alexa Hospitality.

Se o mercado norte-americano é o mais robusto, a China ainda adormece. Mas deve despertar em breve, com ações pesadas de Alibaba e Xiaomi.

“No segundo semestre de 2018, as promoções de vendas serão um fator importante, já que os fornecedores antecipam um aumento nas vendas ao varejo durante o 6.18 Shopping Festival e o Singles Day, em novembro. À medida que a concorrência se intensifica, os fornecedores chineses expandirão seus portfólios de produtos para atingir mais preços mais acessíveis e oferecer uma gama maior de recursos. Mas para o crescimento de longo prazo na China, um serviço de voz mais completo e um melhor engajamento do usuário são tão importantes quanto. A China tem um enorme potencial, com mais de 450 milhões de residências, mais de três vezes o número dos EUA ”, disse o analista de pesquisa da Canalys, Vincent Thielke.