Veículos autônomos09/10/2017 às 17h40

GM adquire start-up de direção autônoma

Da Redação

A GM comprou a Strobe, companhia que trabalha no desenvolvimento da próxima geração do sistema de direção autônoma, o LiDAR. Sem revelar os valores da transação, o CEO da divisão de automação da GM (Cruise), Kyle Voigt, escreveu em um artigo no blog da companhia que a aquisição dará escalabilidade para viabilizar o carro autônomo na montadora.

Na visão de Voigt, o diferencial da tecnologia da firma californiana está no fato de se basear em um único chip. O CEO explica que o uso do chip reduziria em 99% o custo da produção da tecnologia de direção autônoma.

O executivo ressalta que diferentemente das soluções atuais, os radares da GM aliados ao processador da start-up e às câmeras de dentro de um carro, facilitarão o uso do sistema de direção autônoma à noite, um dos principais problemas com o LiDAR de outras empresas, que têm dificuldade em reconhecer objetos em períodos noturnos, chuvosos ou nublados.

Com a aquisição, a equipe da Cruise fica mais robusta. Os fundadores da Strobe, Julie Schoenfeld e Lute Maleki, além de seu time de engenheiros, passam a fazer parte da divisão de direção autônoma da GM. Eles vão trabalhar em conjunto com engenheiros da Cruise, GM e HRL (Hughes Research Labs) no desenvolvimento da solução.

Este não é o primeiro investimento em start-ups de tecnologia de veículo autônomo feito pela General Motors. Em março de 2016, a montadora americana comprou a Cruise Automation. De acordo com fontes da revista Fortune, o negócio foi avaliado em US$ 1 bilhão. Já em julho deste ano, a GM investiu, junto com outras montadoras, na start-up Nauto.