Justiça10/07/2017 às 18h27

Uber deve convocar CEO da Alphabet em julgamento sobre a Waymo

Da Redação

A Uber poderá convocar para depor o CEO da Alphabet, Larry Page. A convocação foi aprovada pela juíza do distrito do Nordeste da Califórnia, Jacqueline Scott Corley, no processo que a empresa de carros autônomos controlada pelo Google, Waymo, move contra a Uber por um suposto roubo de tecnologia de direção automática pelo ex-engenheiro da Uber, Anthony Lewandowski.

Embora a Waymo tenha se posicionado contra o pedido da Uber, a magistrada acatou a solicitação da empresa do aplicativo de corridas com carros particulares. Corley escreveu a seguinte posição: “Larry Page tem conhecimento não repetitivo em primeira mão de fatos relevantes. Além disso, meios menos intrusivos, como interrogatórios, não são suficientes”.

A Waymo diz que não pretende convocar como testemunhas executivos da Alphabet. Contudo, a juíza percebeu que a companhia de carros autônomos não descaracterizou Page como testemunha de acusação, uma vez que pode ser usado para contrapor o depoimento do ex-CEO e fundador da Uber, Travis Kalanick.

Ao todo, o depoimento de Larry Page deve durar quatro horas. O julgamento deve ocorrer em outubro. Além de Page, a magistrada da corte californiana liberou a convocação do diretor jurídico da Alphabet, David Drummond, como depoente.

Notícias relacionadas