Wi-Fi11/04/2018 às 16h56

Emirates teve mais de 1 milhão de acessos em seu Wi-Fi a bordo no mês de março

Da Redação

A companhia aérea Emirates teve 1,03 milhão de acessos em seu serviço de Wi-Fi a bordo apenas durante o mês de março. Das conexões, 94% delas foram feitas por usuários de smartphones, 2% de tablets e 4%, de outros aparelhos (laptops, etc.). Entre os handsets, as pessoas com iPhones tiveram duas vezes mais acessos se comparado com os usuários de Android. Neste caso, vale frisar que a Emirates é uma das companhias mais sofisticadas, utilizada por um público com alto poder de compra. Apenas em 2017, a empresa teve um lucro de US$ 670 milhões em 2017, o 29º recorde positivo anual em sua história de 33 anos.

Entenda o modelo de negócios

Das 269 aeronaves que possui, 98% tem Wi-Fi interno. Os passageiros podem usar 20 MB de dados em navegação gratuita. Aqueles com programas de recompensas (Emirates Skywards) desfrutam de benefícios extras, dependendo do nível de filiação e da classe em que viajam (Primeira Classe ou Executiva). No último mês, 94% das pessoas que se conectaram ao sistema de Wi-Fi usaram o benefício gratuito.

Maiores consumidores

O maior consumidor de dados até agra foi um afiliado do Emirates Skywards que consumiu 4,9 GB de dados complementares durante um voo entre Dubai (Emirados Árabes) e Joanesburgo (África do Sul).

Sobre a maior quantidade de conexões em um voo, o EK215 entre Dubai (Emirados) e Los Angeles (Estados Unidos) registrou 6 mil assinaturas. Vale fazer o cálculo: sabendo que a viagem entre as duas cidades dura 16 horas, em média, e o avião utilizado nesta linha é um A388 (segundo o site FlightWare), e considerando que a versão menor da aeronave leva 489 pessoas, cada passageiro deve ter feito 12,2 conexões durante o trajeto.