Negócios12/03/2018 às 18h50

Dropbox vai abrir capital e espera arrecadar até US$ 648 milhões

Henrique Medeiros

O Dropbox (Android, iOS, Windows Phone) apresentou a proposta de abertura de capital na Nasdaq para a Securities Change Comission (SEC), órgão do governo norte-americano similar à CVM, nesta segunda-feira, 12. A companhia de armazenamento de arquivos vai colocar à disposição 36 milhões de ações, com um valor entre US$ 16 e US$ 18 cada papel.

Por meio desta operação, a empresa norte-americana espera angariar até US$ 648 milhões com a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês). Com a nomenclatura “DBX”, a Dropbox já conseguiu vender US$ 100 milhões em ações para Salesforce. A transação ocorrerá logo após a IPO, com o preço da ação igual à oferta pública inicial.

De acordo com veículos internacionais, o valor da companhia estará entre US$ 6 e US$ 7 bilhões após a IPO, abaixo dos US$ 10 bilhões obtidos pela Snap em 2017. A data da IPO não foi confirmada, mas deve ocorrer neste mês.

Saúde financeira

No documento (S-1) enviado ao órgão norte-americano, o Dropbox informou que tem mais de 500 milhões de usuários em mais de 180 países, sendo 11 milhões de assinantes do seu serviço pago. Em conteúdo, 400 bilhões de documentos já foram transacionados em sua plataforma, totalizando 1 exabyte de dados. No entanto, a companhia não revela quantos usuários usam dispositivos móveis ou o quanto desses dados são móveis.

No total, sua receita nos últimos anos foi de US$ 604 milhões em 2015, US$ 845 milhões em 2016 e US$ 1,1 bilhão em 2017. Os gastos operacionais foram de US$ 502 milhões (2015), US$ 648 milhões (2016) e US$ 851 milhões (2017). O fluxo de caixa foi positivo em 2016 e 2017, com US$ 137,4 milhões e US$ 305 milhões, respectivamente, mas foi negativo em 2015, com prejuízo de US$ 63,9 milhões. A empresa também apresentou prejuízo líquido nos últimos três anos, US$ 326 milhões, US$ 210 milhões e US$ 111 milhões em 2015, 2016 e 2017, respectivamente.

Riscos

O prejuízo líquido foi considerado um dos principais fatores de risco da IPO, ao lado da dificuldade de atração de novos usuários, dificuldade em reter usuários, queda de receita, problemas na entrega do serviço, problemas de segurança e dependência de terceiros em softwares, aplicativos e sistemas operacionais.

Objetivos

Com o dinheiro obtido em sua IPO, o Dropbox espera aumentar a quantidade de assinantes (a empresa identificou até 300 milhões de usuários aptos a pagarem por seus serviços); aumentar a conversão de usuários comuns para seu modelo de negócios; adicionar novas funcionalidades à sua plataforma; e expandir o ecossistema que terminou 2017 com mais de 500 mil desenvolvedores registrados e 500 bilhões de conexões via API por mês.