Segurança12/05/2017 às 15h49

Hackers criam novos ataques contra iPhones e câmeras conectadas

Da Redação

Câmeras conectadas e donos de dispositivos Apple são as novas vítimas de ataques de hackers. De acordo com dois estudos da Trend Micro, os atacantes digitais estão criando golpes de phishing para dispositivos da Apple, além da invasão e da exposição à Internet das câmeras por meio de uma botnet.

Pescando usuários de iPhone

Na fraude para iPhones, a empresa de segurança digital descobriu que a página de phishing para vítimas do aparelho da Apple é vendida por R$ 135 no mercado negro brasileiro e chega a vir com tutorial de como aplicar os golpes. No phishing, os hackers enviam um SMS fingindo ser a Apple e pedem para o usuário trocar a senha em site falso. Após obter as informações de acesso da vítima, eles trocam as senhas dos aplicativos de redes sociais e tentam extorquir a vítima antes que ela desligue o celular.

Hackeando câmeras

No outro golpe, a Trend Micro descobriu 122 mil câmeras conectadas à Internet que estão vulneráveis ao botnet Persirai. A maior parte delas estão na China (20,3%), enquanto o Brasil responde por 3,4% da base. Pelo menos 1 mil modelos de câmeras fabricadas na China podem ser alvo do ataque.

O bot Persirai tem como alvo objetos ligados à Internet das Coisas (IoT). É uma variação do Mirai, causador de grandes ataques de serviço negado (DDoS) em 2016. No ataque contra as câmeras, o hacker acessa a câmera por uma entrada no roteador, força o acesso ao site de login do usuário e  executa o bot. Após ter sucesso na operação ele pode comandar ações da câmera, transmitir o vídeo na Internet e fazer ataques em outras câmeras conectadas na mesma rede.