4G12/06/2017 às 20h17

Algar expande cobertura LTE com refarming em 1,8 GHz

Bruno do Amaral, do Teletime

A Algar Telecom está utilizando a faixa de 1,8 GHz para 4G (LTE) em 14 cidades dentro da área de concessão da operadora, o que equivale a 70% da base de clientes do serviço móvel. Originalmente, essa faixa de espectro era utilizada somente para a rede de segunda geraçào (2G). O processo de reaproveitamento para outra tecnologia é conhecido tecnicamente como "refarming".

Segundo informou a empresa nesta segunda, 12, as cidades cobertas com esse espectro são: Araporã (MG), Carmo do Paranaíba (MG), Franca (SP), Frutal (MG), Itumbiara (GO), Iturama (MG), Nova Serrana (MG), Pará de Minas (MG), Patos de Minas (MG), Prata (MG), Santa Vitória (MG) e Uberaba (MG). E a ideia é que até o final de junho as cidades mineiras de Uberlândia e Ituiutaba, que já oferecem LTE em 700 MHz, passem a contar também com o 1,8 GHz. Além disso, a operadora trabalha com o grupo de implantação da TV digital, o Gired, para utilizar a faixa de 700 MHz em "mais cidades", sem especificar quais.

Para aproveitar a capacidade em 1,8 GHz, a tele investiu no refarming, conforme antecipado por este noticiário, migrando a tecnologia 2G originalmente ocupando 10 MHz na faixa para um espaço de 5 MHz. Assim, possibilitou que os outros 5 MHz fossem destinados à 4G. "Fizemos um swap na rede, mudando a empresa fornecedora das estações, ao mesmo tempo em que aplicamos o refarming", explicou em comunicado o diretor de Negócios Varejo da Algar Telecom, Márcio de Jesus.