Veículos conectados12/07/2018 às 20h34

Qualcomm e montadoras testam modelo de carros conectados em rede

Da Redação

A Qualcomm, a BMW, a Ford e a PSA realizaram a primeira demonstração de comunicação celular em veículos conectados a tudo (C-V2X) nesta quinta-feira, 12. O evento aconteceu em Paris, França, e contou com apoio da associação automotiva de 5G (5GAA) e do Savari, empresa de infraestrutura viária.

Seis aplicações foram exibidas: luz de freio eletrônica de emergência, alerta de colisão em cruzamentos, aviso de colisão em entroncamentos, alerta de colisão com veículos parados, aviso de pedestre vulnerável na pista, e fase, temporização ao passar no sinal vermelho.

Na apresentação, as companhias mostraram soluções que evitam colisão entre veículos, além de integrar sinais de trânsito e tráfego. Os veículos utilizados no teste foram carros de passeio das três montadoras e motos scooters da BMW, algo que demonstra a capacidade de interoperabilidade entre diferentes automóveis, além de conectividade com mobiliário urbano.

Com chip Qualcomm 9150 C-2VX, software, app e infraestrutura do Savari, a solução realizou comunicação direta em tempo real veículo a veículo (V2V), veículo a infraestrutura (V2I) e veículo a rede celular (V2N). No caso de V2V e V2I, a tecnologia não utiliza rede móvel, uma vez que pontos de conectividade são criados a partir dos modems e processadores da Qualcomm.

A ideia do pool de empresas é que modelo comercial esteja disponível a partir de 2020 e compatível com o 5G. No entanto, a Qualcomm tem uma previsão mais otimista, e espera que a solução chegue aos carros conectados em 2019.

Além da França, testes com a solução estão em andamento na Alemanha, França, Coreia do Sul, China, Japão e Estados Unidos. O chip C-V2X é baseado nas especificações globais do 3GPP.