Internet13/06/2016 às 17h59

Vivo passa a oferecer acesso gratuito para quem interagir com anúncios

Bruno do Amaral

Conforme antecipado por este noticiário em maio, a Vivo anunciou nesta segunda-feira, 13, um programa de dados patrocinados para clientes que fornece acesso gratuito após a visualização de um vídeo de 30 segundos e de responder corretamente a uma pergunta final do anúncio. A primeira parceira da operadora a oferecer a conexão de zero-rating é a Unilever com a campanha da marca Dove. A oferta está disponível inicialmente para usuários pré e controle, mas a empresa promete expandi-la para planos pós-pagos "em breve".

Para acessar, o cliente da Vivo deve entrar no site www.vivo.com.br/internetgratis por meio do navegador em um smartphone e verificar se há campanhas disponíveis. O acesso fornecido é de pacote de 10 MB, com duração do dia em que é contratado e até 24 horas depois. O parceiro é quem define as condições e quantas vezes o cliente poderá obter o benefício: no caso da Unilever, será possível assistir ao vídeo e obter o acesso por duas vezes, ganhando 10 MB em cada ocasião.

Vale notar que nos termos e condições do serviço – chamado oficialmente de Vivo Dados Patrocinados - é declarado que não há possibilidade de gestão do acesso. "Os pacotes têm prioridade de consumo sobre os demais pacotes contratados". Isso significa que os 10 MB oferecidos pela Unilever serão consumidos necessariamente antes do pacote contratado de 1 GB do Vivo Controle Giga, por exemplo.

Estratégia

O programa de acesso gratuito é parceria da Vivo com a agência de mobile marketing MUV, do grupo WPP. Segundo a tele, a distribuidora de filmes Universal Pictures também aderiu à plataforma, que deverá ser disponibilizada "para todo o mercado publicitário" a partir deste mês. A Vivo disponibiliza nas parcerias pacotes que variam de 10 MB a 1 GB, dependendo do tipo de campanha (vídeo, geração de leads, instalação de aplicativos etc) e do objetivo do anunciante.

O formato de zero-rating patrocinado é parte da nova estratégia da operadora com a publicidade móvel, anunciada com a Vivo Ads, também antecipada por este noticiário. Em comunicado, o vice-presidente de marketing móvel da tele, Marcio Fabbris, diz que o portfólio novo e integrado atende às necessidades dos anunciantes e oferece benefícios tangíveis. "Estamos preparados para competir com grandes players de mídia digital no mercado brasileiro", diz ele na nota.

MCI

Vale ressaltar que o Marco Civil da Internet foi regulamentado por decreto (nº 8.771/2016, um dos últimos assinados pela presidenta Dilma Rousseff antes de ser afastada) com um artigo que veda acordos que "comprometam o caráter público e irrestrito do acesso à Internet e os fundamentos, os princípios e os objetivos do uso da Internet". Esse trecho pode ser lido como uma possibilidade de limitação ao zero-rating, dependendo de como seja interpretado o conceito de internet irrestrita e aberta, e por quem (o decreto não deixa claro se será a Anatel); ou como apenas proibição de priorização de tráfego de um app ou serviço em detrimento aos demais.