Apps13/11/2017 às 13h28

Aplicativo de piscicultura espera crescer 10 vezes em número de usuários em 2018

Henrique Medeiros

Após um mês de seu lançamento, o app para orientar o uso de rações na criação de peixes por meio de relatórios QFish (Android) possui, atualmente, 300 piscicultores cadastrados. Criado pela AgroInova, agrotech que atua com soluções mobile para a piscicultura e extração de leite, a empresa espera ter 3 mil profissionais do ramo cadastrados em sua plataforma até o final de 2018.

De acordo com Adriano Romero, COO e sócio da companhia, o sistema baseia-se em um aplicativo para dispositivos Android e plataforma web. Na ferramenta, o produtor de peixes indica a quantidade de ração que deve oferecer por dia nos tanques de peixe e observa os critérios de qualidade de água, que é um dos principais itens para o sucesso da piscicultura.

Na prática

Para utilizar o app, o produtor cria a curva de crescimento que utiliza para determinado tipo de ração. Em seguida, registra no QFish a quantidade de peixes que utilizou para o povoamento e o peso de entrada do animal. A partir desses dados, o software calcula a quantidade de ração que deve ser oferecida naquele tanque e realiza ajustes diários. “Para facilitar a vida do produtor, nós também enviamos as curvas de crescimento, ou seja, ele pode usar a que criamos ou a sua própria”, explica Romero.

Com relação à qualidade da água, o sistema analisa sua temperatura e o oxigênio. O piscicultor coleta as informações, insere no software, que, por sua vez, indica como está a qualidade da água. A partir de parâmetros registrados, como índice de oxigênio, o aplicativo dispara alertas. Por exemplo: se o produtor indicou que o índice de oxigênio não pode estar abaixo de 1 e, na coleta de informações, o software registra um dado menor que 1, a aplicação dispara alertas.

Monetização e próximos passos

Romero explica que a AgroInova está fechando parcerias de troca de mídia e exposição de marcas com empresas de nutrição e saúde animal para dentro do app. Dessa forma, pretende obter lucro com a plataforma. Entre as novidades que os usuários do aplicativo terão nos próximos meses estão melhorias na usabilidade. O executivo lembra que sua empresa possui outros dois apps para piscicultores que precisam de soluções mais robustas, o FishMobile (Android) e o InovaPeixe (Android).