TVM 201716/05/2017 às 15h56

Brasil está em momento apropriado para start-ups, dizem investidores

Henrique Medeiros

O momento para as start-ups de tecnologia no Brasil é propício para a busca de apoio financeiro, apesar da crise financeira que assola o País desde 2014. Na verdade, a crise pode ser encarada como uma oportunidade, disseram investidores que participaram de painel sobre o tema na 16ª edição do Tela Viva Móvel, e São Paulo, nesta terça-feira, 16,

"A vantagem da crise é que ela força inovação. Na hora que a coisa aperta, tanto o consumidor como o executivo precisam procurar novas formas de reduzir custos", disse Rodrigo Baer, líder na Redpoint Ventures, fundo que tem mais de US$ 130 milhões.

Ainda assim, o setor demanda muita mineração de informação e procura pelo negócio certo. Baer revelou que das 1,4 mil start-ups que monitoraram no ano passado apenas cinco receberam investimento de seu fundo. Para encontrar a companhia certa que receberá seu dinheiro, eles procuram por empresas que produzam tecnologias que tenham interações com o consumidor, tarefas simples, rico conteúdo e uso de múltiplos sensores em um dispositivo móvel.

"Se você olhar de três a quatro anos atrás, não tinha a potência que tem hoje. Agora a gente tem dados e celular suficientes para tornar o mobile 'sexy”, completa o executivo. "Não estamos preocupados se é o mobile ou não, mas se tem significado para o cliente".

Para Carlos Kokron, VP da Qualcomm Ventures para América Latina, o crescimento das novas companhias deve-se ao momento do mobile no Brasil e no mundo. Em sua visão, a massificação dos handsets deixou seus componentes mais baratos e isso começa a refletir na indústria com outros produtos, como drones e carros conectados. "Mobile antes era uma vertical, hoje é uma horizontal. Lembrando o Ben Horowitz, Software engoliu o mundo, depois foi o mobile e agora é a inteligência artificial", frisou Kokron. "No Brasil, queremos IoT, seguridade, drone, robotics, saúde, sempre catalisado em IA. E o Brasil sempre está avançando em novidades de tecnologia".