TVM 201717/05/2017 às 01h50

"SVA não é vilão", diz FS

Fernando Paiva

“O SVA não é vilão. Não se pode ter essa concepção de que as empresas de SVA são de fundo de quintal, ou que usam marketing de emboscada”, criticou Kátia Pedroso, responsável por relações institucionais da FS, durante o Tela Viva Móvel, nesta terça-feira, 16, em São Paulo. "A FS está há sete anos nesse segmento, com mais de 250 empregados. E foi escolhida por um fundo internacional para ser investida, o Carlyle Group”, completou.

De todo modo, a executiva reconhece que este é o momento para que o ecossistema discuta melhores práticas a serem adotadas. "Existe uma oportunidade. Independentemente da solução a ser adotada, o que a FS propõe é que haja uma discussão transparente com o mercado. A recomendação é para que não sobrecarreguem a relação de boa fé, seja da operadora com seu parceiro, seja com o consumidor etc. É preciso respeitar o momento de transição desse segmento para crescer na sua plenitude. O que ninguém quer é que haja uma medida mal dimensionada”, disse. “Achamos que o mercado está maduro o suficiente para essa discussão. Regras claras e transparentes são boas para todos os players”, acrescentou.