Mensageria19/05/2017 às 18h31

Telegram adiciona pagamentos com bots

Fernando Paiva

Os usuários do Telegram em breve poderão fazer pagamentos dentro do aplicativo de mensagens em um bate-papo com um robô. A empresa disponibilizou uma API de pagamentos para que a funcionalidade seja integrada a qualquer chatbot no Telegram. Assim, será possível encomendar uma pizza, chamar um táxi ou fazer compras de bens virtuais usando cartão de crédito por meio de uma conversa.

Para testar, o Telegram pôs no ar um robô chamado Shopbot (@shopbot). Através dele é possível fazer uma transação fictícia (no caso, a encomenda de uma máquina do tempo) para saber como funciona o processo. O usuário informa os dados para entrega da mercadoria, fornece o número do cartão (neste exemplo, usa-se um número inexistente sugerido pelo Telegram) e depois aperta o botão “pagar”. Se a conta for protegida com verificação em duas etapas, os dados do cartão podem ser salvos para serem usados em outras compras futuras, com apenas dois cliques.

O Telegram ressalta que não armazena os dados dos cartões: vai atuar apenas como um mensageiro entre as partes (consumidor, gateway de pagamento e comerciante) e não vai cobrar qualquer taxa por isso. Desta forma, a empresa se exime de tratar qualquer queixa referente a pagamentos ou entregas.

No momento, o Stripe foi o primeiro provedor de pagamento integrado ao Telegram. Mas outros serão adicionados em breve, como RazorPay, FlutterWave e PaymentWall. Também é possível pagar com sistemas de pagamento Android Pay e Apple Pay.

Uma apresentação da novidade está disponível em inglês para desenvolvedores neste link. E a API pode ser acessada neste outro link.

Análise

A inclusão de funcionalidade de pagamento é uma tendência mundial em aplicativos de mensagens. Começou pela Ásia, com WeChat, Line e Kakao, e chegou recentemente aos EUA, com o Facebook Messenger. O Telegram agora disponibiliza a novidade para o mundo todo, incluindo o Brasil. Não se sabe quando o rival Messenger trará sua funcionalidade de pagamentos para o País e não há previsão de nada parecido para o WhatsApp até agora, nem mesmo bots.

De acordo com a mais recente edição da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre mensageria no Brasil, 14,7% dos internautas brasileiros com smartphone possuem o Telegram instalado. Dentre eles, 47,8% fazem uso do mensageiro todo dia ou quase todo dia.

Notícias relacionadas