Desenvolvimento19/06/2017 às 10h20

Ever prepara app para gestão de conferências

Fernando Paiva

A Ever, produtora digital que se especializou nos últimos anos no desenvolvimento de projetos sob encomenda, tendo participado de cases de empresas como Bradesco, Natura e TIM, prepara agora o seu primeiro produto de prateleira. Trata-se de uma plataforma para a gestão de eventos, com foco em conferências e seminários corporativos. Ela será testada no segundo semestre com três eventos, dentre os quais um com audiência prevista de 40 mil pessoas. O lançamento comercial está planejado para 2018.

A plataforma permitirá que os organizadores dos eventos façam toda a gestão de conteúdo dos mesmos, assim como de credenciamento dos participantes. Estes, por sua vez, poderão acessar os perfis uns dos outros, para estimular o networking, se assim autorizarem. Haverá um aplicativo em comum para organizadores e participantes, com uma série de funcionalidades. No caso dos participantes, eles poderão, entre outras coisas, realizar comentários sobre cada palestra, em tempo real, e enviar perguntas. Os organizadores, por sua vez, poderão controlar o acesso ao evento diretamente do app, assim como moderar os comentários e as perguntas recebidas, dentre outras funcionalidades.

Inicialmente, para cada evento será criado um aplicativo sob medida pela Ever. Mas a ideia é no futuro disponibilizar uma ferramenta para que os próprios clientes realizem esse processo, de maneira “self-service”. A primeira versão da plataforma não incluirá a possibilidade de venda de ingressos, que precisará ser feita à parte. Mas a adição desta funcionalidade está nos planos para 2018.

O modelo de negócios será a cobrança de uso da plataforma como serviço, com o valor variando de acordo com a audiência prevista do evento. A tabela de preços ainda não está definida. Como muitas funcionalidades dependem de uma boa estrutura de backoffice para suportar o pico de acesso no dia do evento, a Ever vai trabalhar com servidores da Amazon, de forma que possa escalar rapidamente sua capacidade, de acordo com a necessidade.

Will Soares, um dos fundadores da Ever, explica que a decisão de construir uma plataforma própria, depois de tanto tempo desenvolvendo produtos sob medida, se deve à intenção de ocupar melhor o tempo da sua equipe de desenvolvedores, o que não dá para garantir somente com projetos avulsos. “Temos uma série de talentos dentro da equipe que precisamos reter. Além disso, queremos agregar valor com novos negócios e construir uma cultura de incubadora para dentro da empresa. Temos outra iniciativas que vamos colocar em prática assim que tivermos oportunidade”, comenta.

Análise

O caminho trilhado pela Ever é muito comum entre desenvolvedores. Para se iniciar uma operação e gerar fluxo de caixa rapidamente é mais fácil realizar trabalhos sob medida para o mercado corporativo. Uma vez conquistada certa estabilidade financeira, começa a sobrar tempo, dinheiro e mão de obra para se apostar em produtos próprios.