Bots20/03/2017 às 20h41

Governo paulista espera que chatbot responda por 30% dos agendamentos do Poupatempo em um ano

Fernando Paiva

O sistema do Poupatempo realiza atualmente 1 milhão de agendamentos por mês no estado de São Paulo. No fim do ano passado, o governo paulista adotou um chatbot em seu portal e no Facebook Messenger, para facilitar esse processo. De lá para cá, em 80 dias de funcionamento, o Poupinha, como é chamado o personagem que realiza o agendamento, acumula mais de 6,5 milhões de mensagens trocadas em 403 mil conversas e soma 146 mil atendimentos concluídos. No momento, o Poupinha atende em média a 5 mil pessoas por dia, 99% delas através do portal na web e 1%, no Facebook Messenger. Ilídio Machado, superintendente de novos produtos do Poupatempo, prevê que dentro de um ano 30% do total de 1 milhão de agendamentos mensais aconteçam através do chatbot. Machado e Rodrigo Scotti, CEO da start-up Nama, responsável pelo desenvolvimento do Poupinha, participaram nesta segunda-feira, 20, do seminário Bots Experience Day, em São Paulo.

O chatbot do Poupatempo é dotado de um motor de processamento de linguagem natural e vai aprendendo com o passar do tempo. No primeiro dia de operação, ele conseguia concluir 50% das solicitações de agendamento. 40 dias depois, o índice já havia subido para 65%. "Ele vai assimilando a forma como as pessoas falam", explica Scotti. O executivo conta também que é muito comum as pessoas agradecerem ao robô no fim do atendimento. Foram 42 mil "obrigados" nos primeiros 80 dias de operação.

O objetivo do governo paulista com a adoção do chatbot é agilizar o atendimento, por entender que é mais prático do que procurando pelos menus do próprio site. Além disso, o chatbot deve reduzir a utilização do atendimento por telefone.