Mercado imobiliário20/03/2018 às 10h38

Quinto Andar vai se expandir para mais 10 cidades este ano

Fernando Paiva

O aplicativo Quinto Andar (Android, iOS), que facilita o aluguel de imóveis, está em ritmo acelerado de expansão este ano. Iniciada em Campinas, em 2012, e hoje presente em São Paulo, no Rio de Janeiro e na região metropolitana da capital paulista, a operação será estendida a mais dez cidades este ano. Os nomes ainda não podem ser revelados, mas o foco inicial será em capitais e regiões metropolitanas das regiões Sul e Sudeste, informa o CTO e cofundador da empresa, André Penha.

Ao mesmo tempo, a utilização da plataforma segue crescendo a passos rápidos. Em 2016, o volume de contratos assinados através do Quinto Andar foi oito vezes maior que em 2015. No ano passado, esse número cresceu seis vezes em comparação com 2016. E este ano a expectativa é de aumentar cinco vezes. Mais de 50 mil imóveis já passaram pelo Quinto Andar. Atualmente há cerca de 6,5 mil disponíveis na plataforma, sendo aproximadamente 4 mil somente em São Paulo. A quantidade de imóveis efetivamente alugados não é divulgada por razões estratégicas.

Para dar conta desse crescimento, a empresa está contratando. Hoje, conta com 270 funcionários. A previsão é chegar ao final do ano com 500. "Em volume de contratos, a empresa vai crescer cinco vezes em 2018, enquanto a nossa área de atendimento vai aumentar 2,5 vezes. Por isso, precisaremos melhorar a eficiência do atendimento", comenta o executivo. A companhia utiliza um CRM desenvolvido internamente, feito sob medida para as suas necessidades.

Os números que norteiam a estratégia do Quinto Andar indicam que sua expansão está apenas começando. O mercado de aluguel de imóveis no Brasil é estimado em R$ 200 bilhões por ano e tende a aumentar porque o percentual de casas e apartamentos alugados no País é relativamente baixo em comparação com outros mercados. "No Brasil,18% das casas são alugadas. Nos EUA são 50% e na Alemanha, 70%. Em Manhattan é 90%. Em Brasilia é cerca de 30% e em São Paulo, mais ou menos 25%. Ou seja, dá para crescermos mais", avalia Penha.

Além disso, o executivo enxerga oportunidade para uma expansão internacional no futuro, porque desconhece a existência de outros apps com proposta similar fora do País. "Os problema da dificuldade em se alugar um imóvel existe em qualquer grande cidade de países emergentes. É assim na Cidade do México, em Manila, em Jacarta", compara.

Como funciona?

O Quinto Andar se propõe a substituir as imobiliárias no processo de aluguel de um imóvel, do começo ao fim. O primeiro passo consiste em o proprietário anunciar seu apartamento para alugar dentro da plataforma. O Quinto Andar contrata fotógrafos para produzirem imagens para o anúncio do imóvel e cuida também da vistoria. Uma vez publicado o anúncio, qualquer pessoa pode agendar uma visita, que será acompanhada por um corretor credenciado do Quinto Andar. Hoje há mais ou menos 300 corretores trabalhando para a plataforma. O agendamento das visitas é feito através do app, que escolhe automaticamente o corretor mais próximo e disponível naquele dia, horário e região da cidade. Cada corretor realiza em média seis a sete visitas por dia pelo app: as rotas são otimizadas pela plataforma, de maneira que o corretor precise andar o mínimo possível.

A negociação do preço do aluguel é feita diretamente entre o proprietário e a pessoa interessada, mas o pagamento é administrado pelo Quinto Andar. A empresa se encarrega de fazer a análise de crédito do potencial inquilino. Três pontos importantes diferenciam o serviço: 1) Não é preciso fiador: o Quinto Andar tem contrato com uma seguradora e garante o pagamento do proprietário sempre em dia; 2) O contrato é digital e padronizado, o que dispensa cartórios e agiliza o processo; 3) O Quinto Andar oferece proteção contra danos: se o inquilino quebrar alguma coisa, a empresa conserta de imediato e depois cobra dele.

Para cada peça nessa engrenagem há um app específico. Ao todo, são cinco aplicativos: um para o público em geral pesquisar os imóveis disponíveis (Android, iOS); um para os corretores; um para os proprietários (Android, iOS); um para os vistoriadores; e, por fim, um para os fotógrafos.

Em média, um imóvel anunciado no Quinto Andar é alugado dentro de duas ou três semanas. Claro que isso pode variar muito de acordo com o perfil do imóvel: alguns são alugados em poucos dias e outros, geralmente os mais caros, podem levar meses.

O Quinto Andar fica com 80% do valor do primeiro mês de aluguel e o corretor com 20%. Nos meses subsequentes, o Quinto Andar fica com 8%, como taxa de administração, e repassa 92% para o proprietário. Os contratos têm duração de 30 meses.

Problema resolvido

A ideia de criar o Quinto Andar veio depois de Penha e seu sócio Gabriel Braga, CEO da empresa, terem estudado juntos em Stanford. Os dois já tinham morado em apartamento alugado e conheciam as dificuldades e burocracias existentes no processo de locação de um imóvel.

"Eu queria fazer um negócio que transformasse algum mercado, que servisse como um marco de antes e depois. Não foi pela grana, mas pelo tesão pela transformação. Queremos fazer com que a necessidade de posse de um apartamento seja menor, assim como a Uber reduziu a necessidade de ter um carro", relata Penha. Ele próprio hoje mora em um apartamento alugado e troca de imóvel uma vez por ano, em média.

O executivo explica porque optaram por focar em aluguel e não em classificado de venda de imóveis, como fazem Viva Real e Zap: "No aluguel o problema é mais sério. Em venda de imóvel você é mais bem tratado, a decisão de compra é mais lenta, você tem mais tempo. O inquilino, em geral, está desesperado e tem pouco tempo. O corretor e a imobiliária preferem vender (do que alugar). Por tudo isso, a venda funciona melhor do que o aluguel".

Tela Viva Móvel

Penha participará como palestrante no Tela Viva Móvel deste ano, que será realizado no dia 14 de maio, no WTC, em São Paulo. O foco da edição neste ano será inovação através do mobile, com uma série de palestras de como apps e smartphones estão transformando diferentes verticais da economia. Penha falará sobre a transformação no mercado de aluguel de imóveis.

Para mais informações sobre a agenda do evento e venda de ingressos, acesse www.telavivamovel.com.br, ou ligue para o telefone/WhatsApp 11-3138-4619, ou escreva para eventos@mobiletime.com.br.