Segurança24/01/2018 às 17h42

Cacau Show é usada em novo golpe do falso emprego no WhatsApp

Da Redação

Após o golpe do emprego falso em uma rede de supermercados atingir usuários do WhatsApp, agora é a vez do golpe do emprego na Cacau Show. Segundo análise do DFNDR Lab, o laboratório da PSafe que analisa crimes cibernéticos, o número de pessoas que foram impedidas pelo DFNDR Security (Android) de caírem na ação criminosa passa de 1 milhão nas últimas 24 horas.

Em nota na sua página oficial no Facebook, a Cacau Show informa que as divulgações de vagas para as lojas, produção, entre outras áreas da companhia que circulam no WhatsApp, não são verdadeiras. A empresa ressalta que as oportunidades de emprego acontecem apenas nas plataformas Vagas.com, LinkedIn e Catho.

Assim como aconteceu no golpe passado, os criminosos aproveitam o momento econômico que o País passa para enviar falsas ofertas de emprego e, assim, conseguir vítimas desavisadas. Vale lembrar que dados recentes divulgados pelo IBGE no final de 2017 revelam que o Brasil está com mais de 13 milhões de desempregados.

Como funciona a fraude

Na mensagem, os criminosos dizem que há um processo seletivo, falso, para preencher 109 vagas de emprego na empresa de chocolates. São oferecidas posições de vendedor, auxiliar de limpeza, ajudantes de produção, embalador, auxiliar administrativo e jovem aprendiz. Os salários seriam a partir de R$ 1,5 mil e seriam ofertados benefícios como vale refeição, vale transporte e assistência médica.

Ao clicar em um link malicioso, o usuário é levado para uma falsa página que pede informações pessoais (nome, e-mail, cidade em que reside e se é maior de 18 anos), e pergunta em qual vaga ele gostaria de se candidatar. Após preencher os dados, o usuário ainda é induzido a dividir a mensagem com mais cinco pessoas do seu perfil no WhatsApp.

Confira a mensagem enviadas às vítimas: