Estratégia26/09/2017 às 20h59

Gatorade abrirá e-commerce com seus produtos nos EUA em 2018

Henrique Medeiros

A Gatorade informou nesta terça-feira, 26 que deve abrir seu comércio eletrônico em breve. De acordo com Xavi Cortadellas, diretor global de inovação da marca de bebidas e isotônicos, a ideia é que o serviço de compras pela Internet esteja disponível para o mercado norte-americano em janeiro de 2018. A companhia norte-americana vende seus produtos indiretamente no varejo tradicional atualmente.

“Em janeiro de 2018, nós vamos lançar a plataforma para o grande público via e-commerce. Podemos entrar em um nicho mais tecnológico e nos transformarmos em uma plataforma de inovação. Podemos levar a tecnologia para torneios, abrir pop-up stores e montar campanhas inovadoras”, disse Cortadellas. “Vamos lançar no próximo ano nos EUA e também temos a ideia de lançar nos próximos anos no México e Canadá, para depois chegar ao mercado global”.

O executivo explicou que o projeto de customização de produtos, que envolvia aplicativo e garrafas conectadas da marca GX (para atletas), junto a seleção brasileira de futebol durante a Copa do Mundo de 2014 foi o estopim para apresentar a Gatorade como uma companhia de inovação tecnológica, capaz de entregar soluções customizáveis aos seus clientes.

O projeto feito com o time que ficou em quarto lugar no torneio da Fifa e ganhou a medalha de ouro nos jogos do Rio de Janeiro, engloba: garrafas customizáveis acopláveis a pods com a quantidade de sais minerais e carboidratos que cada atleta pode consumir; tampa inteligente (smart cap) para medir quantos mililitros de isotônico cada pessoa toma; sensor de suor (sweat patch); e um aplicativo para a equipe técnica analisar essas informações em tempo real.

Além da seleção brasileira, outras equipes aderiram à tecnologia, como Boca Juniors e Barcelona (futebol); Chicago Bull, Boston Celtics e Portland Trailblazers (NBA); Denver Broncos e Kansas City Chiefs (NFL); e a seleção brasileira de vôlei. Até o final de 2017, 50 equipes esportivas devem aderir à plataforma.

“O e-commerce é uma aposta da companhia. Estávamos procurando um push para lançar o e-commerce. A gente teve a ideia de alavancar com GX e customização da garrafa”, completa o executivo, que participou do Innovation Summit nesta terça-feira, 26, em São Paulo.