Lojas de aplicativos27/10/2017 às 16h30

Aptoide anuncia criptomoeda para lojas de aplicativos, a AppCoins

Fernando Paiva

As criptomoedas estão em alta e invadem rapidamente o mundo da mobilidade. Cerca de um mês atrás, o app de mensagens Kik levantou US$ 100 milhões em uma ICO (Initial Coin Offering) da criptomoeda Kin, usada dentro da sua comunidade. Agora é a vez da loja de aplicativos Android Aptoide, de origem portuguesa, anunciar a criação da AppCoins, uma criptomoeda para as transações entre desenvolvedores, usuários e anunciantes dentro do ambiente da Aptoide, mas que poderá ser adotada também por outras lojas de aplicativos que assim desejarem. Trata-se de um protocolo aberto, baseado em blockchain e smart contracts, e voltado para a economia de apps, como descreve a empresa.

A Aptoide pretende levantar US$ 28 milhões com a ICO da AppCoins. Uma pré-venda de 12% do volume total acontecerá  entre os dias 6 e 15 de novembro. Cada unidade de AppCoins (ou APPC) valerá inicialmente US$ 0,10. A AppCoins utiliza tokens Ethereum ERC20, o mesmo adotado na Kin.

Mas quais os objetivos de se criar uma criptomoeda para uma loja de aplicativos? A Aptoide argumenta que a iniciativa ajudará a resolver três problemas. O primeiro é o excesso de intermediários no negócio de publicidade móvel. Com a AppCoins, o dinheiro investido por um desenvolvedor em uma campanha para gerar instalações de seu app será distribuído apenas entre a loja de aplicativos, o fabricante do handset e o próprio usuário que clicou no anúncio e baixou o app em questão.

O fato de os usuários serem remunerados com AppCoins pelo seu engajamento dentro da Aptoide resolve um segundo problema, que é o fato de muitos não possuírem nenhum outro meio de pagamento digital e, logo, serem impedidos de adquirir aplicativos ou itens in-app. O uso de AppCoins também aumenta a margem dos desenvolvedores, porque reduz a quantidade de intermediários para pagamentos digitais.

Por fim, a reputação de um desenvolvedor passa a ser construída pelo seu histórico de transações com AppCoins, que fica registrado pelo blockchain. Esse ponto é particularmente importante em uma loja aberta como a Aptoide.

Vale assistir este vídeo produzido pela Aptoide para explicar o que a motivou a desenvolver a AppCoins.

A Aptoide tem hoje mais de 200 milhões de usuários espalhados pelo mundo e conta com um catálogo próximo a 1 milhão de títulos, que somam 4 bilhões de downloads. A empresa tem entre seus investidores: Portugal Ventures, e.Ventures, Gobi Partners e Golden Gate Ventures.