5G29/05/2018 às 13h41

Vivo prepara laboratório de 5G e IoT no Rio de Janeiro

Fernando Paiva

A Vivo está montando um laboratório para testes de Internet das Coisas e 5G em seu edifício na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O espaço adotará o conceito de "open lab", aberto para testes com diferentes parceiros, entre fornecedores de infraestrutura, desenvolvedores de soluções e clientes corporativos. A inauguração está prevista para acontecer em junho.

A Vivo pretende usar o laboratório para testes em 5G na faixa de 3,5 GHz e também para testes de virtualização do núcleo da rede e outros preparativos necessários para a próxima geração de telefonia celular, diz Átila Branco, diretor de planejamento de redes da Vivo. "A virtualização do núcleo de rede precisa vir antes do 5G, assim como a melhoria da transmissão (passando de microondas para fibra ótica) e a redução da quantidade de camadas da rede IP, ou seja, a sua simplificação. O núcleo de rede e todas as novas plataformas já serão virtualizadas", comenta.

Quanto à Internet das Coisas, os primeiros testes no laboratório envolverão aplicações relacionadas a controle remoto de disjuntores e controle de frotas, nestes casos, usando ainda a rede 4G. O executivo explica que a intenção da Vivo não é ser uma mera provedora de conexão para Internet das Coisas, mas uma provedora de soluções, exercendo o papel de "telco digital", com a ajuda de parceiros.