Patentes29/11/2017 às 14h33

Apple processa Qualcomm por suposta quebra de patente de bateria

Da Redação

A batalha judicial entre Apple e Qualcomm ganhou um novo episódio. A fabricante dos iPhones entrou com um novo processo na Corte Distrital de San Diego, nos EUA, contra a fornecedora de tecnologia celular nesta quarta-feira, 29, informa a Reuters.

No novo processo, a Apple diz que a Qualcomm infringiu oito de suas patentes de bateria em processadores, em especial nos chipsets Snapdragon 800 e 820, usado em dispositivos high-end como na linha Samsung Galaxy S e nos smartphones Pixel do Google.

Na disputa, a companhia norte-americana explica que essas patentes são usadas dentro do processador. Elas garantem que cada parte do processador use apenas o mínimo de energia da bateria e, com isso, evitam consumo em momentos de pouco uso em um iPhone.

Entenda a disputa

A disputa entre as duas empresas começou em janeiro deste ano, quando a Apple entrou com um processo na FTC contra cobrança supostamente abusiva de royalties pelo uso de modems LTE. Em seguida, processos similares foram apresentados no Reino Unido e na China.

Partindo para o contra-ataque, a Qualcomm processou a Apple em abril por causa de algumas peças publicitárias; em maio, entrou com ação contra quatros fabricantes de iPhones por não pagarem royalties, além de um novo processo por quebra de seis de suas patentes, pedindo que os novos iPhones não fossem vendidos nos Estados Unidos. Em outubro tentou o mesmo na China, e, no começo deste mês, entrou com outra ação, agora suposacusando a Apple de compartilhar informações privadas da Qualcomm com a Intel.