Assistentes virtuais30/11/2017 às 13h45

Alexa vai ganhar uma versão corporativa

Da Redação

A Alexa, assistente pessoal virtual da Amazon, vai ganhar uma versão corporativa, cujo anúncio deve acontecer nesta sexta-feira, 1, informam os sites CNBC e TechCrunch. A Amazon vai permitir que empresas criem habilidades (skills) para a Alexa que serão acessíveis somente por seus funcionários, através de dispositivos Amazon Echo instalados em seus escritórios. Hoje, desenvolvedores já podem criar habilidades, mas elas costumam ser voltadas para o usuário final, pois ficam disponíveis para qualquer pessoa que tenha o Amazon Echo. Existem mais de 20 mil habilidades criadas para a Alexa.

Várias empresas já estariam participando de testes beta. Entre as aplicações imaginadas estão: agendar sala de reunião; acessar dados de sistemas internos, como CRM e ERP; encomendar itens de escritório etc.

A Alexa é acessada por comandos de voz captados pelos microfones embutidos no Amazon Echo. Por enquanto ela entende apenas inglês e alemão. O dispositivo está à venda nos EUA, na Inglaterra e na Alemanha.

Os principais rivais da Alexa são a Siri, da Apple; o Google Assistant, do Google; Cortana, da Microsoft; e Bixby, da Samsung.