Ao fazer oito anos em setembro, a portabilidade numérica já realizou 33,81 milhões de trocas de operadoras no Brasil, segundo informou nesta segunda-feira, 10, a Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações (ABRTelecom), entidade que administra a atividade. Desse total, 12,41 milhões (37%) foram de telefones fixos, enquanto 21,40 milhões  (63%) foram de celulares. Considerando somente o terceiro trimestre, a ABRTelecom registrou 1,23 milhão de migrações. Desses, 72% (886,1 mil) foram para dispositivos móveis, e 28% (348,1 mil) para telefones fixos.