O que esperar das Comunidades do WhatsApp?

O WhatsApp vai lançar em breve um recurso chamado Comunidades, que permitirá a criação de estruturas de grupos que controlam múltiplos subgrupos.

Hoje, cada grupo tem um limite de 256 pessoas. O recurso de Comunidades vai expandir esse número para a casa de milhares de pessoas.

De certa maneira, é uma resposta do WhatsApp ao crescimento vertiginoso do Telegram, que tem como diferencial a possibilidade de criar grupos grandes e canais ilimitados.

As Comunidades já estão em testes fora do Brasil. Por aqui, o lançamento deve acontecer somente depois das Eleições presidenciais, em razão de um acordo com o TSE.

Cada Comunidade será gerida por um ou mais administradores, que terão o poder de apagar mensagens e controlar os participantes, assim como a estrutura de subgrupos.

Uma característica importante: não será possível buscar por comunidades. Não haverá um diretório reunindo-as. Caberá a cada uma delas se divulgar aos potenciais participantes.

O novo recurso se presta à organização de empresas e instituições. Será possível criar subgrupos por departamento ou tema. O administrador poderá enviar comunicados a todos.

Especula-se ainda se o novo recurso será integrado à WhatsApp Business API e se será possível explorá-lo comercialmente e/ou adicionar bots para administração dos grupos.

Uma das ideias é a criação de grupos para fãs de determinada marca, com o envio de promoções e cupons de desconto, algo que hoje não é possível fazer pela API.

Outra ideia é vender acesso a determinados grupos onde haja conteúdo premium, de naturezas diversas. Neste caso, resta ver se haverá integração com o WhatsApp Pay.

Todas essas dúvidas, contudo, só serão sanadas quando o recurso for efetivamente lançado por aqui.

Leia mais notícias sobre o Whatsapp no Mobile Time!