Automação residencial07/02/2018 às 19h06

Google une divisão de hardware com a Nest

Henrique Medeiros

A divisão de hardware do Google e da Nest vão unir forças. Em postagem feita na página oficial do Google nesta quarta-feira, 7, os executivos Rick Osterloh, VP sênior de hardware do Google, e Marwan Fawaz, CEO da Nest, confirmaram a fusão de suas equipes.

Os profissionais afinaram o discurso e disseram que a ideia é “combinar hardware, software e serviços” para deixar as casas de seus usuários mais “seguras, inteligentes e amigáveis”, por meio de dispositivos e da tecnologia de inteligência artificial do Google e de seu Google Assistente.

O movimento da companhia californiana pode ser visto como um novo passo na disputa por espaço no ecossistema de casa inteligente contra Amazon e Apple, que têm como porta de entrada dispositivos como alto-falantes inteligentes e objetos conectados.

Comprada pelo Google por US$ 3,2 bilhões em 2014, a Nest duplicou seu portfólio nos últimos três anos. Se antes tinha apenas termostato inteligente, a empresa passou para outros produtos como campainhas, câmeras, sistemas de segurança e alarmes de fumaça. Como resultado, a Nest vendeu mais equipamentos em 2017 do que a soma dos dois anos anteriores.

Por sua vez, o negócio do alto-falante inteligente Google Home luta contra as rivais. Estudos recentes mostram que o Alexa e seus smart speakers (Echo e Dot) dominam o mercado em quantidade de usuários, em comparação com o Google Home. Além disso, a Apple lança o seu HomePod nos Estados Unidos na próxima sexta-feira, 9.