Tapps07/02/2018 às 19h33

Pelando

Henrique Medeiros

Imagine você ter um aplicativo que te avisa sobre promoções nas melhores horas. Essa é a concepção do Pelando (Android, iOS), uma plataforma que mostra descontos e ofertas “mais quentes”. Por meio de um termômetro, ele mostra para o consumidor a temperatura do produto para compra, sendo que, quanto mais alta a temperatura, melhor o negócio para aquisição.

Mesmo tendo uma equipe de curadoria incrível que “caça” os descontos pela web, o mais importante no Pelando é a sua comunidade. São esses usuários que evidenciam e demonstram se um produto realmente está com um desconto ou uma oferta imbatível, uma vez que eles decidem a temperatura do produto.

Recentemente, a comunidade do Pelando me salvou de uma roubada, ou melhor, de uma senhora dor de cabeça. Umas duas semanas atrás entrou um anúncio de uma geladeira por R$ 300 em um e-commerce, mas seu preço original era R$ 2 mil.

Desconfiado da “super oferta” procurei ler os comentários. Ao ver todas as discussões, pude ver que se tratava de um bug no site de comércio eletrônico, e as pessoas que compraram estavam recebendo e-mail de cancelamento e estorno do valor. Em resumo, não fiz a compra graças ao alerta dos outros consumidores.

Hoje poderia falar sobre a boa usabilidade do app, sua vastidão de descontos e fácil busca. Mas, aqui, as pessoas são o que há de mais importante. São elas que fazem o sucesso do app e não a tecnologia empregada nele. Esta é a maior funcionalidade que o Pelando tem e que qualquer outro aplicativo pode ter.