Lojas de aplicativos11/02/2016 às 17h58

Receita de lojas de apps vai alcançar US$ 101 bilhões em 2020

Da Redação

As lojas de aplicativos Android e iOS vão somar US$ 101 bilhões em receita no mundo em 2020, segundo previsão da App Annie. Isso representará um aumento médio anual de 20% em cinco anos. Para se ter uma ideia, em 2015 as lojas de aplicativos faturaram US$ 41,1 bilhões. A projeção é de US$ 50,9 bilhões em 2016. Os valores incluem faturamento com downloads e com vendas in-app somando Google Play, App Store e lojas independentes de Android.

A loja da Apple vai responder por um pouco menos da metade do faturamento em 2020, com US$ 44,8 bilhões. Quando combinados, Google Play e outras lojas do sistema operacional móvel do Google chegarão a US$ 55,7 bilhões, um crescimento quase três vezes maior em relação aos US$ 18,3 bilhões de receita combinada em 2015.

A quantidade de apps baixados por ano mundialmente nessas lojas vai subir a uma média de 21% ao ano até 2020, quando alcançará 283,4 bilhões. Desse total, 166,4 bilhões acontecerão na Google Play, 80,3 bilhões em outras lojas Android e 35,2 bilhões na App Store. Mercados emergentes, como Brasil, México, Índia e Indonésia vão puxar o crescimento em downloads. No ano passado foram 111,2 bilhões ao todo no mundo. Em 2016, a projeção é de que serão regitrados 147,3 bilhões de downloads de apps no mundo.

Segundo a App Annie, o crescimento será puxado pela adoção dos apps em economias emergentes e pela captura de dinheiro por meio de carteiras virtuais em mercados maduros.