Conteúdo móvel27/03/2015 às 09h20

Flipboard quer gerar receita no Brasil

Fernando Paiva

O Flipboard, aplicativo (Android, iOS, Windows Phone) que permite a criação de uma revista digital personalizada no tablet e no smartphone, com notícias e conteúdo extraídos de diversas fontes na web, inclusive redes sociais, como o Facebook, está montando um plano para gerar receita no Brasil. O País é o terceiro mercado com a maior base de usuários do Flipboard, atrás apenas dos EUA e da China, e vem crescendo rapidamente. Ao todo, o app conta com 100 milhões de usuários ativos no mundo.

"Notamos um grande crescimento no Brasil no ano passado, durante a Copa do Mundo e também durante as eleições. É um mercado muito importante para nós", afirma Joe Kutchera, head de conteúdo latino no Flipboard, que em maio virá ao Brasil para palestrar no Tela Viva Móvel.

O Flipboard coleta notícias através do feed de grandes veículos na web. Do Brasil, estão presentes veículos como Valor Econômico, Exame, Veja, R7, Reuters Brasil, dentre outros. O provedor pode também criar a sua própria versão para Flipboard, o que torna a diagramação mais atraente dentro do app. Caso contrário, quem clicar na notícia é levado à página web tradicional do veículo. O Flipboard conta com uma gerente local de comunidade, que faz o trabalho de curadoria, escolhendo quais provedores embarcar na plataforma.

O leitor, por sua vez, escolhe os temas sobre os quais têm mais interesse, que passam a ser como editorias dentro da sua revista digital personalizada. A partir daí, o Flipboard monta uma edição dinâmica ao longo do dia, com notícias sobre os assuntos escolhidos.

Há também uma ferramenta para que os próprios usuários gerem conteúdo, criando revistas que podem ser acompanhadas pelas outras pessoas. Algumas celebridades aderiram, incluindo a presidente Dilma Rousseff, enquanto era candidata à reeleição no ano passado. Apesar desse componente social, Kutchera prefere classificar o Flipboard como uma rede de conteúdo, não como uma rede social.

O app explora o modelo de publicidade para se rentabilizar. Hoje, tem uma equipe comercial montada nos EUA. Um dos formatos adotados é o de anúncios de página inteira com vídeo antes da abertura de notícias de alguns veículos parceiros, como New York Times e The Guardian. A receita publicitária neste caso é dividida com os provedores de conteúdo. No Brasil será feito um primeiro teste em breve, com um anúncio de promoção de turismo na Argentina.

O foco da empresa para 2015, contudo, ainda não será a monetização, mas o crescimento da base, garante Kutchera. Para tanto, a companhia conta com algumas novidades, como o recente lançamento da sua versão para leitura na web e a parceria com a Samsung, que vai embarcar o Flipboard em todos os seus smartphones.

Tela Viva Móvel

Kutchera virá ao Brasil em maio para ser palestrante no 14º Tela Viva Móvel. Ele fará uma palestra intitulada "O leitor da web se torna um leitor móvel: como veículos de notícia se adaptam a essa transição", marcada para acontecer no dia 6 de maio, entre 15h e 15h30, no WTC, em São Paulo.

O Tela Viva Móvel é o mais antigo e principal evento sobre conteúdo e serviços móveis do Brasil. Realizado pela Converge Comunicações, com apoio de MOBILE TIME e TELETIME, chega este ano à sua 14ª edição. Além de painéis que debatem as últimas tendências em conteúdo móvel, o evento reúne na plateia representantes de toda a cadeia desse mercado, desde desenvolvedores até operadoras, passando por integradores de SMS, agências de mobile marketing, provedores de conteúdo e fabricantes de handsets. A edição deste ano acontecerá nos dias 5 e 6 de maio, no WTC, em São Paulo.

A agenda atualizada do evento e mais informações podem ser obtidas no site www.telavivamovel.com.br. As inscrições no evento podem ser feitas pelos telefones 0800-77-15-028 e 11-3138-4619, entre 10h e 18h; pelo site ou através do email inscricoes@convergecom.com.br.