Gestão10/08/2015 às 10h01

Navita leva controle de gastos com telecom e TI para pequenas e médias empresas

Fernando Paiva

A Navita é conhecida pelos seus serviços de controle de gastos com telecom e gerenciamento de terminais (MDM, na sigla em inglês), utilizados por mais de 100 empresas de grande porte que atuam no Brasil, incluindo nomes como Johnson & Johnson, Votorantim e Walmart. Até então, sua equipe comercial trabalhava com a seguinte linha de corte: empresas com gasto mensal a partir de R$ 100 mil com telecom. E a gestão ficava por conta dos técnicos da Navita. Agora, a companhia está disposta a expandir o seu negócio para o universo de pequenas e médias empresas, pois estas também têm a necessidade de controlar seus gastos. Para tanto, desenvolveu o Connect, um sistema único que disponibiliza todos os seus serviços divididos por módulos e administráveis pelo próprio cliente a um preço acessível para empresas de qualquer porte. O produto levou 12 meses para ser desenvolvido e consumiu cerca de R$ 10 milhões em investimento.

"Percebemos que as pequenas e médias empresas têm necessidades parecidas. Estamos desmitificando a complexidade de gestão. A partir de 20 dispositivos dá para ter controle de seus gastos de telefonia", diz Fábio Nunes, diretor de inovação da Navita. É cobrada uma licença por terminal ou linha utilizada.

O Connect é composto por cinco módulos: 1) Connect TEM (Telecom Expense Management), para controle de gastos com telecom e TI; 2) Connect TEM Mobile, para controle de gastos com linhas móveis; 3) Connect MDM, para gestão do parque de terminais; 4) Connect Ticket, para gerenciamento de solicitações junto às operadoras celulares, como adição de pacote de dados ou liberação de roaming internacional; 5) Connect Procurement Portal, para a solicitação de aparelhos por parte dos funcionários, seguindo a política interna do cliente, de acordo com o seu cargo.

Paralelamente ao lançamento do Connect, a Navita está construindo um programa de canais. A ideia é recrutar integradoras e empresas de TI do Brasil todo para revender a plataforma. A meta é ter dez parceiros até o fim do ano.

Economia

Em média, os clientes da Navita experimentam uma economia de 20% em seus gastos com telecom e TI nos primeiros 12 meses de adoção do serviço. Somente no ano passado, a empresa afirma ter proporcionado uma economia de R$ 28 milhões em gastos com telecom para seus clientes.

"Reduzir gastos em telecom não se limita a corrigir erros da operadora. O maior vilão está dentro de casa: são os funcionários que usam os recursos de forma abusiva. 80% dos SMS enviados pelos funcionários dos nossos clientes são mandados no fim de semana. E a grande maioria saem de smartphones: ou seja, poderiam usar WhatsApp. Tem também muito recebimento de ligação a cobrar. E já vimos casos de contas de roaming internacional na casa de R$ 20 mil e até R$ 50 mil", relata Nunes.