CICC1

Policiais no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) do Rio de Janeiro

O governo do Rio de Janeiro tem a intenção de testar câmeras acopladas ao uniforme de policiais militares para ajudar no reconhecimento de foragidos da justiça. As câmeras transmitirão imagens em tempo real para o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), onde um software de reconhecimento facial fará a verificação dos rostos captados com aqueles de 49 mil criminosos procurados pela Polícia Civil fluminense. O plano é iniciar uma prova de conceito com essa tecnologia ainda neste primeiro semestre com no mínimo 50 e no máximo 200 PMs usando a tecnologia.

Ainda não foi definida a empresa que vai fornecer a solução para os testes. Uma das possibilidades em análise é a de fazer a prova de conceito com a Oi e a Huawei, cuja solução de reconhecimento facial já foi testada pela secretaria de segurança do Rio, mas com câmeras fixas localizadas em Copacabana e no entorno do Maracanã. Outras duas empresas também se candidataram e devem ser testadas: Claro/Embratel e Idemia, informa o porta-voz da PM-RJ, coronel Mauro Fliess, em conversa com Mobile Time.

Com base nos testes, o governo fluminense vai elaborar um termo de referência para abrir uma licitação de contratação da solução.