A Qualcomm confirmou que a fábrica do chip encapsulado QSiP com a USI será instalada em Jaguariúna, cidade a 135 km de São Paulo e próxima de Campinas. A informação foi divulgada por Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm na América Latina, na noite desta quarta-feira, 13.

“Tenho grande orgulho de dizer que a fábrica será em Jaguariúna. Será a sede de nosso polo de semicondutores. Vamos adaptar a fábrica durante este ano e queremos lançar o primeiro equipamento comercial (QSiP) em 2020”, disse o executivo durante lançamento do primeiro smartphone com QSiP, em parceria com a Asus – neste caso, o semicondutor usado no produto é importado.

Em conversa com Mobile Time, o secretário executivo do MCTIC, Julio Semeghini, ressaltou que a fábrica é um grande avanço na indústria de semicondutores no Brasil. Esclareceu ainda que a fábrica tem incentivos estaduais, como redução de PIS/Cofins, e incentivos federais com PPB sobre o dispositivo e sobre o chip.

“Não é apenas um produto. Estamos inserindo o Brasil em uma estratégia não só de produção, mas de crescimento”, completou Semeghini, que estava presente no evento da Asus representando o ministro Marcos Pontes.

Representando o governador João Doria (PSDB-SP), a secretária de desenvolvimento econômico do governo de São Paulo, Patrícia Ellen, enfatizou que o projeto da fábrica do QSiP pode colaborar para que este projeto cresça da “esfera local para a esfera global”. Em sua visão, o desenvolvimento da solução pode colocar o Brasil como referência mundial na produção de semicondutores.