Quando um cartão de crédito expira ou é cancelado por causa de perda ou fraude, o consumidor tem o trabalho de atualizar seu cadastro com o número do novo cartão em todos os serviços de assinatura que mantém. Se esquecer de algum, só descobrirá quando notar o cancelamento do serviço, depois que a empresa prestadora fizer a cobrança em vão. A Thales Gemalto desenvolveu uma solução para esse problema chamada “push provisioning”. Basicamente, ela permite que o emissor do cartão de crédito informa o número do novo cartão automaticamente para todos os serviços de assinatura com os quais houver um acordo prévio para tal e com a devida autorização do consumidor, obviamente.

A ideia é que dentro do site ou do app do banco emissor o seu cliente possa escolher para quais sites de e-commerce ou de serviços digitais gostaria de garantir esse provisionamento automático do seu cartão de crédito. Em um primeiro momento, o foco está em mitigar o problema de atualização de cadastro quando há troca de cartão. Mas em uma segunda fase o banco emissor poderia, na prática, realizar a venda de assinaturas e produtos de parceiros diretamente pelo seu app, como um marketplace, cuidando do provisionamento do cartão.

“No futuro, no limite, seria possível até mesmo selecionar um pacote específico de assinatura de um serviço digital através do app de um banco”,  prevê Cassio Batoni, head de marketing e de desenvolvimento de negócios para a América Latina na área de banking payment Solutions da Thales Gemalto. “O push provisioning permite que o banco exerça um papel que hoje não está na sua mão, que é a venda de uma assinatura, de um serviço, como se fosse um marketplace”, acrescenta.

Para o prestador do serviço ou site de e-commerce, existe ainda a vantagem de receber clientes que já passaram por todo o crivo de onboarding de um banco. Ou seja, trata-se de um consumidor qualificado, com menor risco de fraude ou inadimplência. “O processo de onboarding é mais fácil. Imagina para um e-commerce recebendo um cliente novo autenticado por um banco? O nível de segurança é muito mais alto. Esse é um grande benefício”, comenta o executivo. “Eventualmente o banco pode até garantir o recebimento (para o parceiro), debitando da conta corrente do cliente se este não tiver crédito no cartão”, diz Batoni.

O push provisioning é uma novidade da Thales Gemalto no mundo todo. A empresa está conversando com bancos e bandeiras de cartão sobre a ideia. A solução cai como uma luva para bancos com estratégia de virarem super-apps.

Mobishop

O diretor comercial de banking payment solutions da Thales Brasil, Gustavo Menezes, participará de um painel sobre super-apps no seminário Mobishop, dia 8 de outubro, no WTC, em São Paulo, ao lado de representantes do Banco Inter, Mercado Pago, Magazine Luiza, Delivery Center e Rappi. Para mais informações sobre o evento, acesse www.mobishop.com.br, ou ligue para 11-3138-4619, ou escreva para eventos@mobiletime.com.br.