Pedro Guimarães, presidente da Caixa, durante a CIAB Online

O sucesso no uso de aplicativos móveis para cadastro e pagamento do auxílio emergencial mostrou ao presidente da Caixa, Pedro Guimarães, que esse canal pode ser utilizado para a distribuição de todos os outros benefícios sociais do governo federal, assim como pode servir para a concessão de empréstimos a pessoas de baixa renda. Em apenas quatro dias, 42 milhões de pessoas se cadastraram para receber o auxílio emergencial. A Caixa tem pago o benefício a 64 milhões de pessoas mensalmente. E 35 milhões delas abriram uma conta de poupança social digital na Caixa para receber o benefício.

“Conseguimos uma revolução. A Caixa pode realizar todas as políticas sociais via aplicativo. Isso é importante porque, apesar de termos 4,2 mil agências, algumas cidades no interior do Norte e do Nordeste atraem pessoas de cidades menores onde não há agência bancária nenhuma. Para receber o Bolsa Família, que é de R$ 170 em média, tem gente que andava ou ia de charrete até essas cidades em uma viagem de três horas, perdendo quase o dia inteiro. E às vezes gastava R$ 10 reais para isso, quase 10% do benefício. Algumas pessoas deixavam acumular três meses para ir buscar. Quando se insere a tecnologia, é gerada uma revolução”, relatou o executivo, durante o painel de abertura da CIAB Online, nesta terça-feira, 23.

Guimarães disse que a Caixa está analisando o uso de espaço físico, ou seja, a extensão da sua rede de agências e o número de funcionários presentes nelas. Mas ressaltou, contudo, que as agências continuarão sendo importantes, até porque há muitas localidades no interior ainda sem sinal de telefonia celular.

Empréstimos

O presidente da Caixa relatou que na última sexta-feira, 19, o banco bateu seu recorde histórico de empréstimos consignados. Ele acredita que a oferta de crédito se tornará mais eficiente graças ao uso da tecnologia e prevê que boa parte dos 35 milhões de brasileiros que foram incluídos no sistema financeiro nacional através de uma conta poupança social digital poderão passar a buscar empréstimo através de seus celulares, em vez de procurar uma financeira com juros altos.

Live

Na próxima quinta-feira, 25, Mobile Time organizará uma live sobre o uso do celular como canal para acesso a crédito. O painel contará com as participações de Alysson Rodrigues, analista de estratégia e experiência digital do Banco do Brasil; Fábio Shibuya, vice-presidente de crédito do RecargaPay; Pablo Brenner, diretor de crescimento e receita da startup Jeitto; Pedro de Paula, diretor do Mercado Crédito no Mercado Pago; e Thiago Chueiri, diretor de desenvolvimento de negócios no Brasil do PayPal.

Para compra de ingressos e mais informações, acesse a página do evento no Sympla ou contacte diretamente a equipe de vendas do Mobile Time: eventos@mobiletime.com.br / 11-96619-5888 / 11-3138-4619 (WhatsApp).