A Apple atualizou seu tablet iPad de 9,7 polegadas nesta terça-feira, 27. Agora, o dispositivo da fabricante norte-americana ganha suporte para a Apple Pencil, a caneta Bluetooth que permite ao usuário escrever ou desenhar na tela do dispositivo. O equipamento também conta com o novo chip A10 Fusion, além de sensores avançados para melhorar a performance de aplicações com realidade aumentada.

Considerado o modelo mais barato no portfólio dos tablets Apple, o iPad de 9,7 polegadas com 32 GB de espaço e conexão Wi-Fi custa US$ 329; um outro modelo com Wi-Fi, conexão celular (Apple SIM) e 32 de armazenamento custa US$ 459. As

opções de cores são: prata, cinza e dourado.
O iPad foi apresentado por Cook nesta terça durante um evento da Apple que promove a educação. Visando apoiar as escolas, a Apple venderá o novo tablet a partir de US$ 299 (só com Wi-Fi) e a caneta por US$ 89 para as instituições educacionais. Vendida separadamente, a caneta custa US$ 99.

A pré-venda do tablet está disponível em 25 países e regiões: Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, China, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Hong Kong, Hungria, Irlanda, Itália, Japão, Luxemburgo, Holanda, Nova Zelândia, Noruega, Polónia, Portugal, Singapura, Espanha, Suécia, Suíça, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido e EUA. A partir de sexta-feira, os consumidores desses países podem comprar o tablet nas lojas locais.

Por sua vez, Índia, Rússia, Tailândia, Turquia recebem o tablet em abril; Coreia do Sul e outros mercados receberão o iPad de 9,7 polegadas em maio. Há chances de o Brasil entrar nessa última leva.