HuaweiA Huawei registrou um declínio de 16,5% nas receitas do primeiro trimestre de 2021 na comparação com o mesmo período no ano anterior. A empresa atribuiu o mal resultado às sanções impostas pelos Estados Unidos. Ao todo, a chinesa gerou 152,2 bilhões de yuans (aproximadamente US$ 23,14 bilhões na conversão) no período. Por outro lado, o lucro líquido cresceu 3,2% em relação ao ano anterior, para 64,6 bilhões de yuans (cerca de US$ 9,8 bilhões) e a margem de lucro líquido da Huawei aumentou 3,8 pontos percentuais ano a ano para 11,1% – puxada pela receita de royalties de patentes de US$ 600 milhões.

De acordo com a empresa, a vertical de infraestrutura das redes manteve crescimento constante, mas a de dispositivos móveis sofreu uma redução em especial por causa da venda da marca Honor.

Junto com o balanço financeiro divulgado nesta quarta-feira, 28, o presidente rotativo da Huawei, Eric Xu, disse que o ano será desafiador, “mas também o ano em que nossa estratégia de desenvolvimento futuro começará a tomar forma”.

O relatório não menciona a vertical B2B. Mas Eric Xu reforçou que a empresa está concentrando seus esforços no 5G e sua infraestrutura, a melhorar seus recursos de engenharia de software e a aumentar os investimentos no setor de software para aumentar gradualmente a proporção de software e serviços em seu mix de receita total.

O anúncio vem na mesma semana que a Huawei lançou uma série de serviços em nuvem e inteligência artificial em sua conferência anual de desenvolvedores, com processamento de linguagem natural, um mecanismo de contêiner em nuvem, um assistente de programação inteligente para desenvolvedores e um banco de dados para a migração de dados essenciais da empresa para a nuvem.