vivosede

A Vivo comunicou ao mercado que fará um programa de R$ 1,1 bilhão de recompra de ações a partir desta quarta-feira. Com o objetivo de readquirir de 583 mil ordinárias até 38 milhões de ações preferenciais, o programa busca cancelar, alienar ou fazer a manutenção em tesouraria, sem redução do capital social, e incrementar o valor para os acionistas com a otimização da alocação de capital.

O programa de recompra de ações ordinárias e preferenciais vale até 27 de janeiro de 2022.

FTTH

Além disso, a operadora pretende constituir um veículo para construção e oferta de rede de fibra ótica neutra e independente para o atacado. De acordo com fato relevante publicado nesta quarta-feira, o projeto tem como objetivo a aceleração da expansão de rede para novas localidades, com um investimento menor da operadora e captura de valor pela penetração de terceiros.

O veículo, a ser criado, poderá contar com a participação de terceiros em seu capital social.

A receita de banda larga fixa da operadora cresceu 7% no segundo trimestre de 2020, um movimento puxado pelo aumento de 47,6% nas receitas de fibra.