Publicidade20/04/2018 às 17h35

Twitter proíbe Kaspersky de veicular publicidade em sua rede

Da Redação

O Twitter (Android, iOS) proibiu a Kaspersky Lab de publicar anúncios em sua rede social. A companhia norte-americana confirmou o bloqueio ao site Motherboard nesta sexta-feira, 20. A ação do microblog é mais um problema no horizonte da companhia de segurança russa que foi acusada pelo governo norte-americana de ter relações com a espionagem russa.

Eugene Kaspersky, CEO e fundador da empresa, escreveu um texto para a direção do Twitter. Em sua defesa, o gestor russo disse que não violou nenhuma regra e que o seu modelo de negócio é igual a qualquer outra empresa de cibersegurança: “Twitter, se isso for uma decisão tomada erroneamente, por favor, admita abertamente; as pessoas perdoam você – todo mundo comete erros! Acho que essa seria a única maneira civilizada de anular qualquer dúvida sobre a possível censura política no Twitter.”

O CEO da companhia russa adicionou uma frase do personagem Tyrion Lannister de “Game of Thrones”, em crítica a uma possível censura, em sua visão, do Twitter: “Quando você arranca a língua de um homem, você não está provando que ele é um mentiroso, você está apenas dizendo ao mundo que teme o que ele possa dizer.”

Ao Motherboard, um porta-voz do Twitter disse que a decisão atinge apenas a publicidade das contas da Kaspersky Lab, portanto, a empresa russa ainda tem voz e pode publicar mensagens através de seu perfil, como qualquer usuário.

A decisão do Twitter leva em consideração uma decisão do Departamento de Segurança Nacional dos EUA, que baniu produtos da Kaspersky em governos dos Estados Unidos, uma vez que a empresa de segurança digital estaria colaborando para as agências de inteligência do governo russo interceptarem comunicações de usuários.