O Sem Parar está realizando um teste com a tecnologia de reconhecimento facial no estacionamento VIP do shopping Morumbi, em São Paulo. Seus clientes não precisam mais abrir a bolsa ou carteira para procurar o tíquete de estacionamento na hora da saída. Em vez disso, seus rostos são reconhecidos pela câmera de um totem dentro da sala VIP, o que dispara o processo para devolução do automóvel pelo manobrista. O pagamento do estacionamento é feito pelo sistema do Sem Parar.

Totem para reconhecimento facial do Sem Parar instalado no shopping Morumbi

“O Sem Parar é pioneiro no Brasil para pagamentos automáticos em pedágios e estacionamentos. E agora queremos estar presentes onde houver filas ou quaisquer paradas que gerem atrito na jornada de pagamento, mesmo que seja fora do carro”, explica Vittor Rocha, especialista de soluções tecnológicas do Sem Parar. “Pesquisamos por novas maneiras de identificar o cliente com facilidade e fluidez. Escolhemos o reconhecimento facial”, acrescenta.

Um totem instalado na sala VIP do estacionamento do Morumbi Shopping para leitura de tíquetes de estacionamento foi adaptado para a solução de reconhecimento facial do Sem Parar. Quando for utilizá-la pela primeira vez, o cliente precisa digitar seu login e senha do Sem Parar no teclado do totem e depois tirar uma foto de seu rosto para compor o cadastro do serviço. Mais tarde, quando for retirar seu veículo do estacionamento, basta apertar o botão “quero pedir o meu carro” no totem. Uma nova foto será tirada e comparada com aquela feita no cadastro. Uma vez verificada a identidade do usuário, a solução envia o pedido de liberação do carro para o sistema do estacionamento do shopping. Não há necessidade de pagar no caixa, pois a cobrança é feita em sua conta do Sem Parar.

Tecnologia

O Sem Parar adotou um motor estrangeiro de reconhecimento facial e cuidou de toda a inteligência de identificação e integração com seus sistemas e com aqueles do estacionamento do shopping. O motor identifica vários pontos da estrutura de um rosto. Os dados são transformados em um código criptografado. É este código, e não a imagem do rosto, que é armazenado e verificado a cada tentativa de autenticação. O grau de assertividade está em 98% e ainda não houve nenhum caso de falso positivo. A solução já está adequada à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entra em vigor em agosto de 2020.

Expansão

Iniciado em julho, por enquanto o teste piloto no Morumbi Shopping está restrito a um grupo controlado de dezenas de pessoas. O Sem Parar pretende levar essa solução para outros estacionamentos VIP de shoppings de São Paulo ainda este ano. E no primeiro semestre de 2020 quer aplicar essa tecnologia também para outras jornadas de pagamento que não apenas estacionamentos VIP. Uma das possibilidades seria usar o reconhecimento facial para o pagamento em drive thrus. Vale lembrar que o Sem Parar já está integrado como meio de pagamento no drive thru do McDonald’s em São Paulo e Rio de Janeiro.

Mobi-ID

As mais recentes tendências e desafios de ordem técnica, regulatória e de negócios do mercado de identificação e autenticação digitais, incluindo soluções de biometria, serão debatidos no seminário Mobi-ID, dia 25 de novembro, no WTC, em São Paulo, com organização de Mobile Time. O evento conta com participações confirmadas de executivos de empresas e instituições como Huawei, Sky, Thales Gemalto, Vivo, Visa, TSE, PM-RJ, Prefeitura de São Paulo, PicPay, In Loco, Acesso Digital, Venuxx, dentre outras. A programação atualizada e mais informações estão disponíveis em www.mobi-id.com.br, ou pelo email eventos@mobiletime.com.br, ou pelo telefone 11-3138-4619.