A Legal (antiga Wi-Fi Legal) está redefinindo a sua estratégia de negócios. Nascida como uma fornecedora de conexão Wi-Fi dentro de veículos, como ônibus e caminhões, a empresa agora vai passar a oferecer soluções digitais em geral. Entre os seus planos está a importação de uma máquina de smart POS, com tela sensível ao toque, sistema operacional Android e aplicativos de gestão embarcados, produzidos pela Legal.

O primeiro objetivo é oferecer o dispositivo para bancos, que a usariam na abertura de contas: a máquina permite escanear documentos, capturar impressão digital e realizar todos os procedimentos necessários para o cadastro de um novo correntista de forma rápida, sem usar papéis.

Com a mesma máquina, a Legal estuda entrar no mercado de mPOS, ou seja, concorrer com empresas como PagSeguro, iZettle e SumUp. Os detalhes do modelo de negócios, porém, ainda estão em estudo.

“Estamos criando um modelo de negócios sem cobrar aluguel e com taxa diferenciada. Queremos criar um modelo de negócios diferente”, diz Wagner Sansevero, CEO da Legal.

O executivo espera lançar o produto e os serviços atrelados até o final do ano.